Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

4

Gonçalo M. Tavares: um autor a ser lido

em 3 de dez de 2008.

“Gonçalo M. Tavares não tem o direito de escrever tão bem aos 35 anos: dá vontade de lhe bater”. É assim que o jovem escritor português foi descrito por seu compatriota José Saramago. A sua habilidade em trazer à tona discussões filosóficas profundas através de uma linguagem seca, inteligente, e muitas vezes irônica tem impressionado críticos literários do mundo inteiro. A capacidade imaginativa e investigativa presente na obra de Gonçalo M. Tavares lhe faz ser apontado por muitos como o próximo grande escritor da literatura portuguesa, um escritor capaz de marcar o seu nome no cenário mundial.

Tais previsões parecem realmente verdadeiras, tanto que o autor já recebeu, em sua curta carreira, prêmios importantes, como o José Saramago, em 2005, e o Portugal Telecom, em 2007.

Qualquer leitor que se deparar com um ou dois contos escritos por Gonçalo Tavares perceberá rapidamente que está diante de uma literatura diferente. O escritor português é capaz de produzir, por intermédio de uma linguagem direta, porém extremamente bem trabalhada, mundos autônomos em que se torna possível compreender um pouco mais sobre o ser humano.

Esta sua qualidade se evidencia com maior grau na coleção “O Bairro” (Casa da Palavra). Neste seu peculiar trabalho, o escritor criou um bairro imaginário, cujos habitantes possuem nomes de grandes artistas ou personalidades do passado. Cada livro representa um destes habitantes e possui contos que de alguma maneira se relacionam com a pessoa a quem eles homenageiam. No Brasil, foram lançados “O Senhor Brecht”, “O Senhor Kraus”, “O Senhor Calvino”, “O Senhor Juarroz” e “O Senhor Walser”. Os livros da coleção são marcados, em geral, por contos curtos e inteligentes, sempre estruturados de forma a investigar um pouco mais dos aspectos da vida humana, desde os cenários mais lúdicos e engenhosos até os mais sombrios.

Além da coleção “O Bairro”, Gonçalo escreveu alguns livros de poesia e também alguns romances, como o livro “Jerusalém” (Companhia das Letras), vencedor do Prêmio Portugal Telecom de Literatura.

A quem não conhece o autor, sugiro que procure ler um pouco mais sobre ele, pois a sua produção é algo definitivamente diferente do que se vê hoje, algo realmente novo e profundo. É sempre válido escutar o que Gonçalo M. Tavares tem a nos dizer. Para se familiarizar com ele, sugiro que comprem o livro O Sr. Brecht, da coleção "O Bairro", é simplesmente fantástico.

Para aqueles que se interessarem, deixo um link neste post para um arquivo que contém quatro contos do autor e outro para uma excelente entrevista concedida por ele à revista EntreLivros.

Para ler a entrevista para a EntreLivros clique aqui.

Para ler uma amostra da obra do autor clique aqui.

4 Comentários:

Maria Clara

Olá,

Gostei muito do blog. O Gonçalo é muito bom mesmo, mas nem todo mundo conhece. Legal ver um post sobre ele aqui.

Meirelles

Fala, Leo! Realmente os textos do Gonçalo M. Tavares são muito interessantes. Tenho que agradecer novamente por vc ter feito eu conhecer este grande escritor.
Abraços!

Cizenando

Fala, Léo

O que Gonçalo M. Tavares apresenta é algo que se pode realmente chamar de novidade.

E podemos "comparar" a forma textual dele com a experimentação de estilo que também encontramos em alguns lugares na própria internet.

Se for aceitar a provocação, discutir inclusive o que é ter um texto literário clássico (no sentido da linguagem), o que é subversão. Enfim, pano para manga (hehe)...

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger