Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

3

Em Aletheia - Os contempladores

em 3 de ago de 2009.

São os mais sábios e abstratos dos moradores de Aletheia. Alguns rebuscados demais; os mais respeitados dentre aqueles que devem contemplar o mundo. O fluxo vital é tão complexo que a linguagem precisa ser trançada para representá-lo; uma teia de elementos desconexos, afirmam - por mais paradoxal que seja. Formam o que poderia ser chamado de aristocracia; vivem bem, felizes por terem nascido onde nasceram. Só em Aletheia são bem recompensados aqueles que se dedicam ao pensamento e à filosofia. Do outro lado da fronteira, a preocupação com o concreto é grande demais. Não é de se estranhar, portanto, que os homens de lá apreciem de tal forma as artes da guerra.



Ilustração de Allison Afonso - http://affo.blog.terra.com.br/

3 Comentários:

Leonardo Schabbach

Só trazendo o comentário que o Bernardo fez para cá. Ele colocou no tópico errado, hehe.

BERNARDO:

Eu realmente ainda tenho a pergunta de que se todos deveriam filosofar, ou só os da Aletheia? Será que todos deveriam? Se fossem todos, o que alimentaria os filósofos, e se não fosse nenhum, quem poderia ensinar os outros a serem felizes? Os membros de Aletheia dizem por que cada um deve viver, e os outros vivem tal porque para alimentar aqueles que alimentam o porquê. Uns vivem para alimentar, outros alimentam para viver... é isso, abraço!

Isie Fernandes

Gostei do comentário do Bernardo. Penso que cada um de nós tem um Aletheia dentro de si, a questão é que escolhemos utilizá-lo ou não, manifestá-lo ou simplesmente escondê-lo como se não existisse.

E ainda tenho que conhecer as outras duas opções de profissões para me decidir (hahaha!), sou muito buliçosa, preciso de várias atividades ao mesmo tempo. Não sei se me contentaria em "apenas" pensar.

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger