Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

20

Publique seu livro digital na Livraria Cultura

em 29 de mai de 2011.

Embora tenha ficado algum tempo sem postar concursos por aqui e oportunidades do gênero, continuo de olho em algumas iniciativas legais. Hoje, trago uma promoção interessante feita pelo site Bookess (no twitter @bookess). Trata-se de uma espécie de concurso, onde os livros selecionados serão transformados em E-books e posteriormente colocados à venda no site da Livraria Cultura. Abaixo, seguem mais informações a respeito.
É com muita satisfação que a Bookess apresenta mais uma oportunidade fantástica para nossos autores!

Estamos selecionando 30 obras literárias para vendê-las em formato de livro digital na Livraria Cultura.

Os livros selecionados serão gratuitamente transformados em formato ePUB - um formato de arquivo específico para livros digitais - e compatível com praticamente todos os leitores digitais existentes no mercado.

Quais os critérios para a seleção dos livros?
- É necessário possuir ISBN para livro digital.
- O livro precisa ter uma capa profissional e apresentável, ortografia correta e boa diagramação.

Caso tenha interesse, por favor envie até o dia 5 de junho um e-mail para contact@bookess.com dizendo que você gostaria de vender seu livro na Cultura. Nós enviaremos as informações necessárias para a retirada do ISBN para e-book, e lhe auxiliaremos com os serviços editoriais, caso deseje profissionalizar o seu livro.

20 Comentários:

Paul Law

Não é uma boa dica. A intenção do site é vender seu serviço de obtenção de ISBN para os autores, nada mais.

Aliás, o serviço de obtenção de ISBN pela Bookess é o dobro do preço que o autor paga se fizer diretamente pela Biblioteca Nacional. Fica o meu alerta.

Leonardo Schabbach

Editado: sobre a questão da cobrança do ISBN. Eles cobram 34 reais. O preço para se tirar um ISBN, sem código de barras, é de 32 reais. Como para o registro do livro é preciso imprimir a obra, a Bookess não tem lucros mesmo com a tiragem do ISBN de seus autores.

Cara. É uma dica boa, pois nem todo mundo teria tempo para produzir e distribuir seus e-books (ou pagar para digitalizá-los e etc...). Há modos de se fazer isso sozinho, e colocar inclusive em livrarias. Mas o autor precisaria arcar com um certo custo inicial (que não inclui só o ISBN).

Agora, o que você me falou do ISBN é que me chamou a atenção. Que eu saiba, o Bookess cobrava 32 reais para fazer o serviço, o que é o preço padrão: 20 para registro da obra e 12 para ISBN - e depois ainda é preciso tirar o código de barras em PNG, pagando mais uma taxa. Lembro que eles cobravam os 32 reais mesmo. Por um acaso aumentou o preço? Se for o caso, aí sim é bom ficar de olho.

Fora isso, eles devem digitalizar o livro e colocar online, sem que o autor gaste para isso.

De qualquer maneira, na quinta-feira devo fazer uma postagem falando como um autor independente pode tentar algumas estratégias de distribuição, digital e impressa. Como falei antes, porém, isso pode exigir um certo investimento.

Paul Law

Quando fiz o ISBN do meu livro paguei 10 reais. Hoje, pude ver que está em 12 reais sem código de barras.

O que é complicado é que necessitamos nos cadastrar primeiro para depois solicitar ISBN e aí o custo é maior. (Cadastramento - R$ 180,00)

Posso estar errado, mas aparentemente para quem já é cadastrado, como é o caso do Bookess, o custo do ISBN sem Código de Barras não vai passar de R$ 12,00.

fonte: http://www.isbn.bn.br/tabela-de-precos

Agora, sei lá... seria legal explicações sobre essas coisas, Leonardo.

Um abraço.

Leonardo Schabbach

Pelo que entendo, eles cobram 34, porque o preço para o ISBN é 12 reais, mas você ainda registra o livro na Biblioteca Nacional. O registro do livro custa 20. Logo, 20 + 12 = 32. Eles cobram 34, pois se considerar que ainda há o custo de enviar o livro para BN e o custo de impressão, é necessário os 2 reais a mais.

Leonardo Schabbach

Mas no caso, ainda é diferente. Eles estão cobrando 34. Relendo tudo, pelo que entendi eles não vão registrar o livro na BN. Para vender um livro na Livraria Cultura, será necessário pedir também o código de barras.

Logo, eles nem dinheiro a mais estão cobrando. O preço de 34 reais se refere ao código de barras em png e ao ISBN. Isso custa 34 reais. Achei que fariam o registro e o ISBN, mas não, é o código de barras, necessário às vendas, e o ISBN. Então, não há nem um centavo de taxas extras cobradas aí.

Paul Law

Leonardo,

As informações não estão precisas. Pedi esclarecimentos sobre o custo para participar da promoção do Bookess e recebi a infomração de que o custo para a obtenção do ISBN pelo site e participar é de R$ 43,00.

Abraços

Leonardo Schabbach

Tudo bem, mas isso mantém a questão de eles não lucrarem com isso. Eles gastam 34 reais para a abertura. Mas são de Santa Catarina, se não me engano. Precisam enviar toda a documentação por correio até o Rio, além do custo de impressão da obra. No final, se houver algum lucro é irrelevante. Coisa de 1 real.

O dinheiro eles devem ganhar mesmo é com a porcentagem da venda deles na livraria cultura (como uma editora normal) e provavelmente se o autor precisar diagramar o livro, fazer capa e etc... eles provavelmente irão cobrar esses serviços. No entando, qualquer autor independente também precisaria.

Paul Law

A proposta não é justa para o jovem escritor. O custo para o ISBN pela Bookess é de R$ 43,00 e não R$ 34,00, ou seja não se ganha 1 real por cada registro de livro.

Penso que a disponibilização dos livros na Livraria Cultura deveria ser sem qualquer custo para o autor ou no máximo o custo do ISBN, posto que quem mais ganha com a vendagem dos e-livros será mesmo o site/editora.

Posso estar errado e pesso que me corrija se estiver, mas não há necessidade de imprimir toda obra para se adquirir o ISBN. Basta a folha de rosto. O livro todo é necessário para o registro no Escritório de Direitos Autorais o que a Bookess já informou que não faz.

Quanto aos outros serviços disponíveis pelo site, não vejo nada de errado. O autor compra o que achar necessário, é simples. O que não se pode admitir é essa política falsa de que o Bookess ajuda o novo autor. Na verdade, ele vende serviços.

Abraços.

Leonardo Schabbach

Eles precisam imprimir a folha de rosto, o formulário e, às vezes, 15 páginas do livro (mas isso é raro). Só que eles precisamm enviar toda essa documentação por correio. E não pode ser correio normal, pois demoraria muito. O correio, mesmo para coisas leves, não é barato. Como eu disse, eles provavelmente ganham uma taxa irrelevante em cima disso - e mal ou bem eles estão, ainda assim, prestando um serviço. Ficar com uma taxa pequena é normal. Eles não são exatamente uma editora, são uma prestadora de serviços para os autores. Em vez de você pagar 180 reais pelo seu cadastro e mais as taxas de ISBN (34), você paga 43, que deve dar um lucro de no máximo 3 reais para eles, o que é um número irrelevante para qualquer empresa, a não ser que eles tirassem milhares de ISBNs por mês, o que não é o caso. Como eu disse, eles ganham dinheiro com a venda do livro (muito mais) e com prestação de serviços de edição (diagramação, capa e etc...)

marcos nunes

Fiz todo o processo só por experimento. Pra início de conversa, voc~e tem que compor o livro em arquivo de texto ou *.pdf, o que fiz. Depois, compor capa, contracapa e orelhas do livro, o que também fiz. Em seguida, um cadastro completo, inclusive números de documentos. Por fim, voc~e habilita o livro para, em seguida, depositar os tais R$ 43,00 para geração de ISBN para livros impressos OU digitais. Não entendi qual o vínculo com a Livraria Cultura, se é que há algum vínculo real. Talvez não passe duma promessa vazia. O ISBN leva cerca de 30 dias para liberação e, se somente com ISBN o livro vai para a Cultura (se for), são no mínimo trinta dias, mesmo com a entrega do livro pronto, como eu fiz. Não entendi o aspecto de "concurso"; eles recebem o livro e pronto, não vi critério de escolha. Eles recebram meu livro e em 10 minutos o aprovaram, isto é, não devem ter visto nada mais que a capa dele, se é que viram. Bem, agora o tal livro está lá, disponível para quem quiser comprar, o que significa simplesmente "ninguém". Só para informar, ele intitula-se "O último a sair acende a luz", e é um romance contemporâneo.

Leonardo Schabbach

Marcos,

O Bookess é um site em que você pode botar seu livro para vender exatamente como você fez. Pode ser impresso, as pessoas pagam, eles imprimem 1 exemplar e mandam pra pessoa ou pode ser digital. Então, você apenas cadastrou no site lá. Se quiser testar o negócio da Livraria Cultura, pelo que entendi, agora você deve enviar um e-mail para contact@bookess.com avisando que quer participar do concurso. Somente assim estará participando.

E pelo que está no texto, somente 30 obras serão selecionadas.

Como eu falei, repare que no regulamento eles pedem livros com:

- O livro precisa ter uma capa profissional e apresentável, ortografia correta e boa diagramação.

É aqui que pode havar cobrança pelos serviços de editoração, como falei, eles prestam serviço (o que é normal, já que não são serviços muito baratos e não se pode botar um livro na Cultura de qualidade ruim). Mas se o autor souber como fazer uma boa diagramação e capa sozinho, não deve pagar nada.

marcos nunes

É, eu fiz uma capa + contracapa + orelhas + diagramação completa e, a princípio, eles aceitaram, assim, um tanto mais rápido do que seria razoável. Não vi no site deles qualquer indicação acerca de um "concurso" para envio a Livraria Cultura. Onde você viu isto no site?

Leonardo Schabbach

Marcos,

Mas qualquer livro pode ser cadastrado no site. Para participar do concurso da Cultura é preciso enviar uma email para eles avisando. É o que está escrito no release colado aqui no Na Ponta dos Lápis. Foi dali que tirei tudo.

marcos nunes

Tudo bem, Leonardo, eu já confirmei meu interesse na participação do tal concurso, só que ele não aparece em lugar nenhum do site, só no texto que você colou abaixo da sua mensagem, que eles devem ter mandado para você por e-mail, creio eu, mas que bem poderia estar bem à vista no site deles mesmo, e não está. De qualquer jeito, o tal livro já está, assim, "concorrendo", ou daqui a 30 dias, quando sair o ISBN. Veremos.

Leonardo Schabbach

Ah sim, mas aí é um erro de marketing deles. É que o e-mail que me mandaram, não só devem ter mandado para mais blogs, como ter enviado para todos os autores cadastrados no site. Isso significa que todos eles estão avisados, logo, a divulgação nesses termos está boa. Mas claramente poderia ser mais chamativa se fizessem uma promoção maior no site.

Agora, acho que é o método padrão deles. Enviar e-mail para os autores cadastrados no Bookess em vez de colocar no site. Em outras promoções virem fazer o mesmo.

Bruna Maria

Leonardo, olá!

Eu venho acompanhando a divulgação de editais de concursos literários bem variados e recentemente tive dúvidas sobre um concurso no qual me inscrevi (pagando taxa) e que, até hoje, não sei muito bem se foi um processo honesto (houve atraso de resultado, sumiço de organizador, site fora do ar e, depois de um longo período de atraso, saiu o resultado, sendo que os premiados em dinheiro são nomes que, jogados no Google, não indicam nenhuma referência - o que eu e algumas pessoas acabaram achando muito estranho). Enfim, digo tudo isso pra saber se você, pela sua experiência, teria algumas dicas a dar a quem se inscreve nesses concursos; se poderia fazer uma postagem sobre isso (deixo a sugestão). Não sei se você já fez uma postagem assim, deixo a dica de qualquer forma.

Um abraço,

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger