Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

1

[Poemas Declamados] Vandalismo, de Augusto dos Anjos

em 9 de nov de 2011.

Eu gosto muito de ler poemas em voz alta, sempre gostei. Tem algum tempo, aqui no blog, comecei a colocar alguns de meus versos declamados, assim como os de outros poetas. Depois, acabei deixando de fazer este tipo de postagem - um pouco por preguiça, um pouco por não querer pagar mico no blog, hahaha. Mas decidi voltar com a idéia. Talvez pegue alguns de meus poemas favoritos e grave também. No entanto, começo por um dos meus favoritos (para leitura em voz alta), que é também um dos primeiros que eu decorei: "Vandalismo", de Augusto do Anjos. É um soneto muito legal - e que soa, na minha opinião melhor ainda. Espero que gostem, tanto do poema quanto da "interpretação".


Vandalismo

Meu coração tem catedrais imensas,
Templos de priscas e longínquas datas,
Onde um nume de amor, em serenatas,
Canta a aleluia virginal das crenças.

Na ogiva fúlgida e nas colunatas
Vertem lustrais irradiações intensas
Cintilações de lâmpadas suspensas
E as ametistas e os florões e as pratas.

Como os velhos Templários medievais
Entrei um dia nessas catedrais
E nesses templos claros e risonhos ...

E erguendo os gládios e brandindo as hastas,
No desespero dos iconoclastas
Quebrei a imagem dos meus próprios sonhos!


Vandalismo - Augusto dos Anjos (Poema Declamado)

1 Comentários:

Paul Law

O poema é bem mais dinâmico quando declamado. Achei muito legal a ideia, Leonardo.

Bacana conferir o seu sotaque!

Um abraço.

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger