Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

1

Ressonância

em 6 de abr de 2012.

Segue mais um poema aqui no blog. Como prometi, a partir de agora teremos muitos mais textos por aqui. Mas é só o começo. A partir do final do feriado já devo começar a colocar alguns artigos por aqui e devo pensar em uma forma de trazer textos de outros autores para cá também. Por enquanto, curtam o poema. É bem pequeno, singelo, mas adoro a musicalidade dos versos e o ritmo.


Ressonância


Escrevo, porque sou humano.
E faço versos, porque sinto.
Sou palavra e sou cigano,
E canto mágoas
Enquanto brinco.

O mundo toca
Ao som do banjo
E eu faço rimas
Sobre o destino.
O povo roga,
De canto em canto
E a palavra vai se expandindo.

E toma forma
De todo e tudo,
Rodopiando como canção.
O povo roga
Contra o mundo
E eis que surge
a indignação.

A palavra cresce
E cresce o humano
De sua própria história
E da poesia.
E o mundo em glória
Todo estremece
Com o ressurgir
de um novo dia.

1 Comentários:

LEANDRO LUZ

Muito bom, gostei do blog.
Queria fazer um convite para conhecer o meu:
www.escorpiaodesois.blogspot.com
abraço

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger