Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

12

Vontade

em 2 de dez de 2013.

Hoje, finalmente, retomo o blog. Faz uns dias avisei sobre o retorno, mas esperei um tempinho para me organizar e para deixar que os leitores do feed lessem a postagem. Agora retorno. Para começar, um poema, junto com um audio meu o declamando. Espero que gostem! Em breve, postarei mais. A idéia é ter de três a quatro postagens semanais! Aproveitem e comentem!



Vontade 

Às vezes, quero ir para um lugar onde haja música,
onde eu acorde
e, ainda sonolento,
seja surpreendido pelo som de conversas e de canções.

Um lugar daqueles, que inebria,
que faz da gente somente festa e felicidade.

Quero acordar no movimento, acordar na magia,
e ser surpreendido,
pela passagem do tempo.

Quero viver ao relento,
com umas cem possibilidades,
e alcançar,
com o tempo,
a atemporalidade.



12 Comentários:

Alex

Um dia a poesia nos conduz a este lugar...
Bellas palavras.

Alex Brondani
http://espelhodaalmablog.blogspot.com.br/

André Francisco Gil

Haja canções de querer e tempo/musicar lugares e acordar o querer/acordes inebriantes e movimentos lindos/sonolento faz-se acordar ao relento/sacudindo o sereno.

Tempo de querer viver (dormir) ao relento/sem paredes,sem teto,só coberto pelo firmamento/um filamento de estrelas como luminária/querer acordar num rápido movimento/canções que fazem inebriar o lugar/que haja música e acordes sonolentos.

Que seja para essa gente mágicas possibilidades/que seja surpreendido pela vontade/de somente alcançar e ser/querer o som da festa e as surpresas do tempo/lugares e conversas de felicidade e passagens atemporais.

Alcançar temporárias possibilidades atemporais,ocasionais e sazonais/a magia ao ser surpreendido na passagem/gente que somente festeja a felicidade/que seja surpreendido por conversas e sons/vontade de sonorizar o ambiente.

André Francisco Gil

Eu quero um tempo de músicas,cantigas,cirandas e canções.
Quero acordar num lugarejo onde eu ouça pássaros pela manhã.
Viver o momento inebriante dos acordes.
Gente sonolenta que acorda no relento,no sereno.

Quero um tempo que possa viver ao relento.
Quero acordar e dar sequência aos meus movimentos.
Gente inebriante e um lugarejo repleto de cancioneiros.
Música onde a sonolência não inebria.
Acordes de músicas cheias de alegria.

A vontade surpreende somente com possibilidades mágicas.
Quero uma festa surpresa e alcançar os seres solitários.
Um lugar cheio de som e um tempo surpreendente de festejos e desejos.
Haja conversas de felicidade na passagem das atemporalidades.

Alcançar as possibilidades num tempo atemporal.
Na passagem do portal ser surpreendido pela mágica.
Somente a surpresa e a felicidade dos festejos.
Quero me surpreender com as conversas e com a sonoridade.
Haja força de vontade para animar este lugarejo.

cris

Ah Leo como é bom poder cantar aos quatro cantos da vida nossas vontades e poder dividi-la com outros então é maravilhoso... Obrigada por compartilhar essa sua poesia e nos emprestar um pouco dessa tua alma de poeta passarinho e nos deixar ainda que por um curto espaço de tempo, voar e voar e voar... Cristina

Garota Linda

Lindo poema, mas ouvir foi ainda melhor! Todos deviam ter essa opção do soundcloud...

Alan Figueiredo

Gostei do seu poema

Tbm Faço o mesmo no sond clond.

Até Alan Figueiredo
https://soundcloud.com/alan-figueiredo-7

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger