Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

4

Alice e o Livro

em 13 de out de 2015.

Ela abriu o livro. Imediatamente, sentiu a pulsação reduzir, a respiração ficar mais lenta e mais baixa; é como se o mundo houvesse desacelerado. E a cada nova palavra, a cada nova frase, ele sumia mais um pouco, perdia-se no amarelado do papel, que logo se expandia, em um mundo de cores, de cheiros e de aventura.

Sua poltrona ia ficando para trás, ela a olhava, admirava. Era fascinante como a grande poltrona esverdeada de seu avô ficava pequena, cada vez menor, cada vez mais distante, como que desaparecendo juntamente com tudo o que estava ao seu redor.

Ela se sentia leve, flutuava. Por um momento, até desconfiava se não estava ficando surda, ou cega, ou até inconsciente, pois nada sentia; podia apenas notar, com um cantinho longínquo de consciência, as palavras sendo lidas, sendo proferidas por sua mente e passando, quase que em uma alegoria, bem à sua frente.

Elas dançavam, agora, naquele ambiente quase obscuro, sem som, sem tato, sem tempo. E ela as olhava fascinada, notando que se juntavam, que se misturavam e que formavam novas frases, novas coisas e novos mundos.

Aos poucos, voltavam os sons. E voltavam as cores. E os cheiros. E ela se via ali, de novo, num mundo de aventuras. Perdida no tempo, naquele estado relaxado causado pelo puro encantamento. Aquilo era vida. Era poder penetrar nos pensamentos mais diversos, nos universos mais diversos. E ela gostava. Gostava de estar ali, solta num espaço infinito de criação.

Quando o livro se fechava, ela imediatamente via a mesa de cabeceira. E sentia a poltrona.

Graças a ele, ela estava pronta para viver a mais difícil de suas aventuras.

Que saber como ganhar prêmios comentando no blog e participando (twitter, facebook)? Então clique aqui

4 Comentários:

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger