Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

4

Mais duas histórias sobre Mario Quintana

em 4 de out de 2009.

Faço mais uma postagem aqui contando um "causo" de um grande autor. Novamente, retiro do pequeno livro que comprei na bienal Ora Bolas - O humor de Mario Quintana. Sei que no primeiro post com histórias sobre o autor falei que só colocaria uma história por vez, mas estas do Quintana são tão pequenas que acabei não me contendo e colocando duas de novo. São bem engraçadas e, como disse anteriormente, criam na nossa cabeça a imagem do grande autor, suas peculiaridades. É deste tipo de coisa, definitivamente, que se alimenta a literatura. Espero que gostem e, claro, dêem risada.


SORTE

ERA UM JOGADOR inveterado. Jogo do bicho, loto, sena, loteria- certamente seria "cliente" dos futuros bingos. Tinha até assinatura de bilhetes em uma tabacaria e agência lotérica da Rua Marechal Floriano. Acabou fazendo amizade com a balconista da tabacaria, Mara.

Algum tempo depois do atropelamento, precisou de alguém para cuidar dele o dia todo. Lembrou de Mara. Elena Quintana foi sondá-la, pois afinal seria um trabalho completamente diferente. Mas Mara topou na hora, e permaneceu ao lado do poeta durante mais de dez anos.

Ele costumava apresentá-la aos outros com a seguinte informação:

- Essa foi a única coisa que eu ganhei na loteria...


NO ESCURO

NOS ÚLTIMOS tempos gostava de ficar deitado no escuro, quieto, e queria que sempre alguém ficasse com ele. Um dia Elena protestou:

- Mas tio, o que que eu vou ficar fazendo aqui, nesta escuridão?

- Senta ai e simplesmente me adora...

4 Comentários:

Felipe P.

Cara! Muito bom, não sabia que o Mario Quintana tinha esse lado engraçado, não.

Márcia

Adoro Quintana, seu humor é único, inteligente, sarcástico... (risos). Roubei, beijus

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger