Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

5

Maneiras de amar - por Drummond

em 16 de out de 2009.

O jardineiro conversava com as flores, e elas se habituaram ao diálogo. Passava manhãs contando coisas a uma cravina ou escutando o que lhe confiava um gerânio. O girassol não ia muito com sua cara, ou porque não fosse homem bonito, ou porque os girassóis são orgulhosos de natureza.

Em vâo o jardineiro tentava captar-lhe as graças, pois o girassol chegava a voltar-se contra a luz para não ver o rosto que lhe sorria. Era uma situação bastante embaraçosa, que as outras flores não comentavam. Nunca, entretanto, o jardineiro deixou de regar o pé de girassol e de renovar-lhe a terra, na ocasião devida.

O dono do jardim achou que seu empregado perdia muito tempo parado diante dos canteiros, aparentemente não fazendo coisa alguma. E mandou-o embora, depois de assinar a carteira de trabalho.

Depois que o jardineiro saiu, as flores ficaram tristes e censuravam-se porque não tinham induzido o girassol a mudar de atitude. A mais triste de todas era o girassol, que não se conformava com a ausência do homem. "Você o tratava mal, agora está arrependido?" "Não", respondeu "estou triste porque agora não posso tratá-lo mal. É a minha maneira de amar, ele sabia disso e gostava".


---------------------------

Comentário: Este é mais um conto de Carlos Drummond de Andrade, do livro Contos Plausíveis. Como já disse antes, é um dos melhores livros que tenho. Embora o poeta seja conhecido justamente por suas poesias (quem diria, não?), os seus contos são absolutamente espetaculares. São de uma simplicidade incrível, mas são sempre profundos, poéticos até mesmo.

Nota: Quem não viu, pode saber um pouco mais sobre o livro Contos Plausíveis na primeira postagem de contos de Carlos Drummond de Andrade.




Gostou do blog? Gostou dos textos? - o autor Leonardo Schabbach, que produz o conteúdo do Na Ponta dos Lápis lançou recentemente sua primeira obra literária, O Código dos Cavaleiros. Ajude-o a continuar produzindo! Informações sobre a obra (como comprar - autografada -, capítulos para degustação, capa, sinopse e muito mais) podem ser encontradas neste super hotsite (clique para acessar).

5 Comentários:

Anônimo

Muito Legal mesmo!

Conhecia pouco o Drummond contista!

Vou atrás desse livro!

Valeu!

Luciano Bernardo da Silva

Bruno Ramalho

Lindo, profundo e simples. Drummond sabia muito bem escrever o que era o amor. Neste conto, vejo uma visão ampla de Drummond em relação aos sentimentos. Ele nos mostra a variação de sentimentos em relação as pessoas.

Profundeza e simplicidade são características fortes de Drummond.

Parabéns pelo conto, Léo. Belíssimo.

Luiza Baptista Melo

Esse pequeno texto do conto de Drummond é muito bonito!
Não sabia que esse autor também escreveu contos. Vou tentar arranjar esse livro.
Envio muitos parabéns, pelas mensagens no twitter e o blog.
Sou residente em Portugal e com dupla nacionalidade Luso-Brasileira...
Sinto-me muito feliz de todos os dias poder aprender consigo alguma coisa bonita!

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger