Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

5

Confiança

em 11 de jan de 2010.

Divido mais um poemas com vocês, espero que gostem. Peço desculpa àqueles que estejam esperando pelos contos, especialmente os contos policiais, mas aproveitei que estou numa fase mais poética (até por questão de tempo para escrever, os contos policiais demandam muito) para postar os poemas que vou produzindo. Mas prometo que em muito breve colocarei contos por aqui!


Confiança

Tem dias em que o mundo parece triste,
mais triste do que em todos os outros dias.

As coisas se esvaziam de esperança,
a vida perde um pouco da alegria,
aquele sentimento: a confiança
se quebra como o vidro quebraria.

A vida não existe sem a troca,
sem os laços, sem as pessoas-guia.
O mundo é na verdade coisa nossa,
construção que pavimentamos dia a dia.

Confiar, meus caros, é preciso,
é navegar pelos caminhos mais distantes,
enfrentar o terror do desconhecido
com a certeza dos eternos navegantes.

5 Comentários:

Marcos Paulo

O legal é que cada poema tem uma interpretação diferente na vida do leitor. No meu caso, esse poema é quase como um desdobramento do Distância (outro poema seu), apesar deste ser bem mais simples do que aquele. Na verdade, este poema entitulado "Confiança" é uma resposta para o "Distância", e como toda sábia resposta para os problemas enfrentados, ela é simples, somos nós que as vezes complicamos. Cabe ressaltar que esta é uma visão pessoal, ou seja, a pergunta que eu vejo por trás de um e a resposta do outro, se refere à forma como eu interpreto e traduzo tal interpretação em minha própria vida.
Abraços Leo

Leonardo Schabbach

Acho que sua percepção foi 100% correta mesmo. Acredito que de certa forma este poema dialogue sim com o anterior. Tem uma forma mais simples, mas uma mensagem mais positiva e direta.

Claro que irá dizer coisas diferentes para cada um - e talvez nem todos achem que um poema tem a ver com o outro. Mas eu, pessoalmente, concordo com as coisas que você disse =)

Abraço!

Raphael Ramires

Uau!!! Que poema perfeito! Simplesmente lindo e tocante. Gostoso de ler, tem musicalidade, boa métrica e, o principal, linda poesia. Parabéns Leonardo.

Anônimo

Meu eu

No esplendor do caminho
Não percamos a esperança
respeito mútuo e carinho
com muito controle e temperança

A verdade nos diz
para que soltemos a voz
neste coração de aprendiz
Deus nunca nos deixa a sóz

À Jesus pedimos orientação
para que nos ensine a ser melhores
em meio a tanta tribulação
a otimizar nossos suores

Apesar das dificuldades
Sempre busquemos dar as mãos
é tempo de reconsiderar habilidades
neste abençoado planeta somos todos irmãos

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger