Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

41

Multifoco, uma editora que publica novos autores

em 9 de mar de 2010.

Como tinha prometido em um dos comentários da postagem Como publicar seu livro de graça, apresento a vocês leitores a Multifoco (no twitter - @edmultifoco). É uma editora que tem um projeto bem legal, sabe explorar um mercado até então praticamente abandonado e, como conseqüência, acaba dando espaço aos novos escritores brasileiros. O grande diferencial deles é que, diferente de grande parte das editoras que se prestam a ajudar os novos talentos (umas fazendo um trabalho realmente sério e respeitado, como a 7Letras, e outras simplesmente enganando os clientes: leia "Editoras" que não são editoras), a Multifoco nada cobra de seus autores, os custos são 100% dela, desde a revisão, a capa e a impressão dos livros (confira uma entrevista com um autor da editora aqui no blog, o Fernando Torres).

Ao saber disso, fiquei interessado em conhecer melhor o seu processo de funcionamento, até porque pretendo entrevistar dois editores de dois selos diferentes (independentes) vinculados a ela. Inclusive, como perceberão no restante da matéria, a editora tem uma maneira de trabalhar com estes selos indepedentes que lhes permite publicar mais livros e com maior qualidade, um sistema bem inteligente. Como uma última informação, a editora está promovendo um excelente concurso de contos medievais por intermédio de seu selo Anthology. Enfim, confiram agora uma entrevista com Raphael Santos, diretor de marketing da Multifoco. Espero que as informações sejam úteis a todos os aspirantes a escritores que acompanhem o Na Ponta dos Lápis.


Se possível, fale mais um pouco sobre o projeto e os ideais da editora.

R: A Multifoco é uma editora que apresenta uma nova forma de pensar o mercado editorial. Conseguimos publicar nossos autores sem repassar a eles nenhum custo, do contrário, assegurando-lhes os direitos autorais respectivos e, ainda assim, como é exigência de qualquer empresa, lucrar e crescer. Tudo isso porque entendemos o mercado, seus mais diversos segmentos e temos o objetivo de proporcionar ao público leitor o máximo de títulos possível, tentando atender aos nichos de leitores que demandam os mais variados gêneros.


Vocês têm a idéia de publicar novos autores sem que isso lhes custe nada. Para uma editora que se inicia agora e, portanto, ainda é pequena, essa é uma tarefa bem complicada. Como vocês conseguem tornar isso possível?

R: É um equilíbrio entre o planejamento estratégico e a utilização das tecnologias atuais. Trabalhamos com tiragens baixas nos lançamentos, tentando manter o estoque próximo de zero. Depois disso, repomos os exemplares de acordo com a demanda de cada título. Com o expertise que adquirimos ao longo desses três, quase quatro anos, aprendemos a identificar alguns tipos determinados de autores, que para nós são parceiros, cujas informações são fundamentais para definirmos a tiragem inicial do livro (uma prerrogativa da editora). Minimizamos os riscos e maximizamos as possibilidades quando temos tiragens pequenas de um número grande de títulos.


Sei que vendem os livros através do site da Multifoco. Mas, em geral, como são os lançamentos? Sei que utilizam o casarão da editora: isso significaria que o autor teria de vir para o Rio?

R: Os lançamentos do Rio contam com a nossa sede como uma ótima opção para acontecerem. Em nosso espaço na Lapa, um ponto nobre da cidade, contamos com estrutura para lançamentos que vai desde uma noite de autógrafos até lançamentos mais "ousados", com apresentações musicais, performances teatrais ou recitais. Entretanto, lançar em nossa sede não é uma obrigação. O autor pode lançar em outros lugares também. Lançamos muitos livros em outros estados, como São Paulo, Minas Gerais, Paraná, dentre outros, e até mesmo em outros países, como nos EUA (Nova Iorque). Pelo nosso modelo, podemos lançar livros em qualquer lugar do mundo.


Como vocês consideram a evolução da editora até hoje? Como ela evoluiu?

R: A Multifoco vem crescendo de forma muito acelerada. Terminamos nosso primeiro ano com cerca de 40 livros e no segundo ano já triplicamos este número. Atualmente, já temos mais de 200 títulos lançados e temos a expectativa de lançar mais 300 livros até o final de 2010. Isto só é possível devido a demanda de autores que temos e que, conforme cresce a nossa visibilidade, não para de crescer e nos procurar. E, a cada dia que passa, nos preparamos para atender um número maior possível de autores, aumentando, treinando e melhorando nossa equipe.


Qual o planejamento de lançamentos para o ano?

R: Nossa expectativa é chegar a 50 lançamentos mensais. Atualmente, estamos em torno de 20 lançamentos mensais. Aumentamos recentemente nossa equipe e temos certeza de que, futuramente, iremos render ainda mais forte em nossos lançamentos.


Quantos selos vocês têm (já conheci dois editores de selos diferentes)? Já há selos fora do Rio? Algum para poesias?

R: Temos selos que fazem parte da editora e são específicos para determinados gêneros (Futurarte > Poesias, Luminária > literatura acadêmica, Download > blogs que viram livros, Redondezas > contos, Anthology > Ficções científicas, dentre outros). Esses selos são controlados por nosso editor-chefe, que recebe os originais, os analisa e define aqueles que serão publicados. Além disso, contamos com selos comandados por editores independentes, que não são funcionários da editora. Temos selos em Minas Gerais (Terceira Margem), na região de Volta Redonda e adjacências (Médio Paraíba) e em outros estados do Brasil. Os responsáveis por estes selos são os editores, que têm total liberdade para publicar qualquer livro, de qualquer gênero que tenha passado pelo seu crivo e esteja em linha com as diretrizes da editora.


Algum livro que tenha alcançado um sucesso surpreendente ou maior do que o esperado?

R: Há livros que, dados seus temas, naturalmente têm um apelo maior junto a um determinado nicho de público. É o caso, por exemplo, dos livros O Retorno do Gigante e A virada do século, que tratam de histórias sobre o Vasco da Gama, um clube de futebol que, em sua história recente, passou por momentos delicados e que aproximaram bastante o clube e a torcida, deixando-a ávida por produtos que tenham relação com o clube. Outros, eventualmente, aparecem bastante na mídia sem muito esforço, como é o caso de A segunda Cinelândia Carioca, cuja procura não chega a nos surpreender porque já conhecemos a qualidade do material. Mas desperta a atenção o interesse da mídia em cima de títulos como esse, visto que livros acadêmicos nem sempre encontram muito espaço na imprensa.


Como é o processo de análise de originais de vocês? Quanto tempo leva, o que é levado em consideração e etc...

R: O processo de análise é feito ou pelo editor-chefe da editora ou pelos editores de selos independentes. O que é levado em consideração é a qualidade do livro, mediante o nicho de leitores para o qual ele é proposto. Por isso a importância de termos editores independentes. Um editor que edita apenas livros de literatura fantástica, por fazer parte deste nicho, é capaz de identificar um título que possa fazer sucesso entre leitores deste gênero com mais facilidade do que um editor "comum". O tempo de espera, atualmente, gira entre seis e oito meses, dada a demanda que você deve imaginar que recebemos, visto que fazemos um trabalho único no mercado, até o momento, sem nenhuma outra editora que faça um trabalho igual ao nosso, pelas minhas mais recentes pesquisas. Entretanto, estamos aumentando nossa equipe, para diminuir esse prazo, aumentando o número de lançamentos por mês.


Fora o envio de originais, vocês têm outras maneiras de encontrar bons novos autores?

R: Basicamente, a demanda que recebemos, que não para de crescer, é o local de onde vem os nossos escritores. Entretanto, temos um forte trabalho de marketing, via redes sociais, por exemplo, para atender o nosso principal objetivo, que é fazer com que, ao pensar em escrever um livro, o autor pense sempre na Multifoco como a primeira opção para publicação.

41 Comentários:

Vanessa

Grata pelo post e pelo convite a lê-lo. Já entrei em contato com eles. Abraço!

Luiz dreamhope

Gostei da entrevista. Na verdade, a última frase reflete bem minha escolha ao quando terminar meu livro. Ouvi muitos aspectos positivos sobre a Multifoco, e com certeza mandarei meu original a ela lá pelo fim do ano.


O unico contra é a demora de resposta na avaliação de originais. Espero que isso melhore com o tempo.

É uma editora que vai crescer bastante. Tenho fé nisso!Eles estão de parabéns pelo trabalho.

Adriano Vinagre

Muito bom, Leonardo. Mandarei o meu original para eles quando ficar pronto o livro.

Abraço e parabéns

Kamui Black

Sabia que a Multifoco dava esse apoio a novos escritores, mas não sabia que era tanto. Com certeza enviarei meu livro para avaliarem quando estiver pronto.

Antes disso, porém, pretendo participar da antologia Cruzadas. Já tenho a ideia na cabeça e só falta trabalhar em cima dela.

Leonardo, muito obrigado pela informação.

Kamui Black

Leonardo Schabbach

Legal que as informações foram úteis. Realmente, é um prazo longo de avaliação, mas é o mesmo que a maioria das editoras dá. A quantidade de livros recebida deve ser absurda, então fazer a avaliação é provavelmente uma tarefa muito complicada. De qualquer jeito, eles parecem empenhados em agilizar o processo, o que já é muito mais do que fazem outras editoras por ai.

Anônimo

olá, eu adoro saber que existe essa editora. Eu passei meses procurando alguma que tivesse tempo para me responder. Espero que publiquem o meu!

eric lemos

olá pessoas, vocês falaram só em livros não dano oportunidade para revistas em quadrinhos e daí a multifoco publica quadrinista iniciante com ótima arte e boas idéias?
ERIC LEMOS
CUIBÁ-MT

Leonardo Schabbach

Este aqui não é um blog da editora multifoco. Se quiser tirar este tipo de dúvidas, entre em contato com eles.

Vicente Reckziegel

Este é um comentário um tanto tardio, mas mesmo assim ta valendo...hehe
Eu entrei em contato com s Multifoco, enviei meu original para analise, e menos de um Mês depois, o editor do selo (Frodo Oliveira) entrou em contato, e eu já estava com o contrato assinado com eles.
Isso é um grande diferencial da editora, pois não foi preciso meses e meses de angustiante espera para ter somente uma resposta, e todas as dúvidas e indagações que fiz, foram sempre cordialmente respondidas.
Espero pelo lançamento do meu livro (O Casarão) para o início do próximo ano, mas desde já sempre tive somente as melhores impressões sobre a Editora Multifoco.

heidycunha

Oi gente! meu nome é heidy, e gostaria de ter meus romances publicados.Como posso fazer isso? Como a editora pode realizar este sonho ? Obrigada !bjs

Leonardo Schabbach

Aqui não é o blog da editora, é um blog sobre literatura. Se quiser saber como publicar com eles, é só clicarn o link que leva para o site da Multifoco.

Anônimo

se a editora for realmente tão rápido o selo de ficção cientifica vai ficar cheio só por minha causa... tudo o que nao me falta sao ideias de livros

Anônimo

nossa adorei o post, mas assim eu penso em escrever mas tenho apenas 15 anos. isso acarretaria em maiores dificuldade com relação às esditoras?
obrigada'

Jesierla

Olá Leonardo, achei muito interessante o seu post sobre editoras que publicam novos autores. Escrevi um livro de auto ajuda voltado para o público feminino desde 2006 e como não consegui uma editora para sua publicação, deixei que esse sonho ficasse engavetado por todos esses anos. Gostaria muito de poder conversar melhor a respeito e se possível te pedir algumas outras dicas. Meu e-mail: jesierla@hotmail.com
Meu site: www.jesierla.com

Familia Brasilva

Desde de criança que tenho esta opção de escrever o meu proprio livro, tenho materia como contos e cronicas de farios assuntos.

Alexandre Silva

caraca, curti o comentário.Legal mesmo pessoal, vou mandar o meu quando terminar. Toná página 11 ainda, mas espero sair ainda este ano kk

abraçoss www.visaoliterato.blogspot.com

Anônimo

amei.parece a editora dos sonhos.tomara que eles aceitem o trabalho de uma garota de 10 anos!

Anônimo

Oi, gostei muito de seu blog. Matéria ótima sobre a Multifoco. Coloquei em favoritos. Peço uma visita em meu blog:
http://blogdozero.soporhoje.zip.net

Silvana Di Blásio

Oi, Leonardo! Conheceu mais editoras novas atualmente? A Multifoco você entrevistou em 2010, como andam as coisas agora?
Silvana

Laíse Aguiar

Conheci a Multifoco graças a uma ida ao bairro da Lapa e gostei muito do jeito que eles abordam o seu tema e da rapidez em responder suas perguntas. Isso é muito bom, pois passa credibilidade e respeito ao autor. Hoje, no ano de 2013 continua o mesmo, novos autores, com ideias muito mais lapidadas dando mais enfase ao trabalho de uma equipe séria que busca o reconhecimento do mesmo.

Anônimo

A multifoco não publica os livros em livrarias? E queria pedir para que falassem da efitora Chiado e se a mesma publica livros de autores brasileiros.

Anônimo

AMIGOS DA EDITORA MULTIFOCO .EU QUERO AGRADECER PELO FELIZ LANÇAMENTO DO LIVRO "CORAÇÕES FERIDOS" COMO SALVAR SEU CASAMENTO .APENAS UMA RECLAMÇÃO :VOCES DEVERIAM DIVULGAR MELHOR ESTE LIVRO POIS ELE É SIMPLESMENTE FASCINANTE E ESTÁ AJUDANDO MUITOS CASAIS A ESCAPAR DO FAMOSO DIVORCIO .DEVULGUEM MELHOR POR FAVOR

Vinicius Nunes Menti

Parq quem está lendo este texto em 2014, atualmente o site da editora fala em um tempo bem menor pra avaliar os originais:

"A avaliação dos originais não leva mais do que 30 dias corridos. E feito isso o livro é lançado em no máximo três meses ou até menos."

Anônimo

http://www.reclameaqui.com.br/indices/56197/editora-multifoco/

a multifococô é uma gráfica = ) simples assim!

Anônimo

eu estava pensando em publicar o meu livro mais eu não tenho condições financeiras mais eu tenho uma imaginação fora do normal

Anônimo

Não publiquem na Multifoco! vejam no site Reclameaqui.com.br -algumas reclamações:

"Me foi cobrada as obras (o que acabei me dando conta que é com os lançamentos que eles fazem dinheiro: cobram os exemplares e as pessoas vendem no lançamento e tem o dinheiro reembolsado- isso não é explicado no contrato)"

[...] "Por isso que ganham tanto com o mercado dos novos autores: é uma mera gráfica (que ainda presta serviços mal feitos) que cobra antes". [...] "Sem contar que nada do livro estar a venda na livraria cultura, como me disseram! Eles lucram com o dinheiro do lançamento e depois esquecem do autor!"


Gente, eu ia mandar meu original para a Multifoco mas não mandarei mais.


Anônimo

Muito bom.Realmente cheguei a um lugar comum.Estava com várias dúvidas e assim que terminar o meu livro,voltarei a pesquisar e ver o que fazer.Muito grata.

Saga Luz e Trevas

Hum...A editora cobra sim, mas de forma discreta. O autor obrigatoriamente tem que comprar 20 exemplares do seu livro, sendo que o livro é avaliado em um valor muito alto para um autor iniciante e o frete também que é bem carinho,a revisão deles é inexistente. Sim, pois percebi alguns erros de digitação no meu material, mas pensei "Tudo bem, eles vão verificar isso", mas não verificaram e foi publicado assim mesmo. Não existe o menor suporte para com o autor, a editora não distribui os livros, você arca com tudo para a publicação e tem prazo curto. Serve apenas para o autor ter de onde pedir seus livros se precisar de uma cópia física.

sabrina saucedo

tenho uma duvida que pode parecer bem idiota mas... eles só vendem os livros na ''loja'' da editora ou distribuem nas livrarias de todo o país?

Tatiana Daniel

Uma vez que a Multifoco imprimi por demanda, qual critério a Multifoco leva em conta, para definir a quantidade de livros à comercializar na noite de autógrafos uma vez que ela é a única responsável pelos custos dos mesmos...

luiz augusto Luz

O TEMPO

O tempo segue na sua inflexível fome,
Alimenta-se de micro, nano, picossegundos, a nós imperceptível,
Implacável, drena nossas energias, juventude, e agilidade de forma sutis,
Talvez dissimulado, seria um termo mais apropriado,
As marcas indeléveis no momento que nos assola a percepção,
Não mais apresentam a sutileza,
Empalidecem a cor e o vigor de nossos cabelos, das madeixas,
Criam sobre a pele que outrora irretocável,
Caminhos como as linhas limítrofes de um mapa,
Não sentem menor remorso e seguem em todas as direções,
Ab-rupto em certos momentos, muitos de nós se submetem ao brilho do metal,
Dor acima de tudo, incontido pela inebriante vontade de dar um basta,
Efêmera mudança e crença que o processo foi contido,
A alquimia parece ser um ósculo de afago para a nossa dor,
Muda-se a matriz desgastada pelos fótons e outros aliados do tempo,
Uma mudança como a utilização de algo de segunda linha,
O vidro e o aço nos revelam a verdadeira verdade, quase rota, a de uma mudança,
Não atrevo a dizer que será holoblástica, mas contém uma quase sobrenatural aparência,
A pergunta surge em nossas mentes de forma avassaladora,
Quem está sendo refletido nesse pedaço da verdade, única, e as vezes cruel ?
Sorte que é ficção a indagação: espelho, espelho meu . . . ?
Uma tortura audiovisual é muito mais eficaz, do que o tormento da lógica ?
A progressão é na realidade uma regressão, um paradoxo,
Aos elementos primordiais, que são apenas matérias-primas, mães, avós...
E o tempo não para, parafraseando Cazuza, uma vítima da fagia do tempo,
Tudo é corruptível, até as rochas, falésias formam,
Dicotomia entre a criação e a mudança sem precedentes,
A finitude é na realidade um adjetivo para nossa vida,
Tempo, o maior material de corrosão,
Alquimia às avessas, irrefutável definição.

lualforever@yahoo.com.br

Fred

A Multifoco cumpre bem seu papel como gráfica, como editora não trabalha bem, não estabelece critérios sério de seleção e visa apenas publicar qualquer trabalho mediante pagamento. Age de forma objetiva e precisa como gráfica, porém de forma incompetente e mercenária quanto editora.

Anônimo

Publiquei pela Multifoco, mas eles não tem o mínimo de trabalho de divulgação, sem contar que paguei o frete com meus direitos autorais e o preço de capa foi um absurdo mesmo dividindo meu livro em dois.

Unknown

Muito boa a matéria... Foi de grande ajuda mesmo!! Vou publicar com essa editora :) Obg ao blog ^_^ !!

Anônimo

gostaria de publicar meu livro com a editora multifoco. como faço?

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger