Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

5

Conto (Sem Título)

em 7 de abr de 2010.

Saiba, se você for preto, você é suspeito. Cuidado, se você for preto, pois você é suspeito. Atenção, se você for preto, sua alcunha é suspeito. De costas, mão na parede, é coisa de rotina.

Não sorria, o negócio é sério – o som oco da cabeça no concreto. Tórax, cintura, bolsos, entre as pernas, tornozelos, de frente. Olha pra baixo, seu preto – o barulho do destravamento da arma é límpido.

Quem é você, seu preto, que passa por essa rua como se nada devesse? Escuta aqui, seu preto, se entrar na minha mira de novo não tem perdão.

O preto vê na parede a mancha vermelha sobre o acinzentado do muro e passa a mão na testa úmida. O preto recolhe do chão suas coisas em um ritual religiosamente silencioso. O preto firma os passos tentando se lembrar do caminho.

Saiba, se você não é preto: eu sou. Cuidado, se você não for preto: eu sou. Atenção, se você não for preto: eu sou.



Cizenando Cipriano - @cizenando_ - é colaborador do Na Ponta dos Lápis; jornalista da área esportiva, com passagens por MB Press (UOL e IG), LANCE! e Rádio Nacional. Você pode encontrar mais textos do autor, com algumas pitadas humorísticas, no blog Pau Na Mesa.


5 Comentários:

Raquel Novaes

Cizenando, como sempre, contundente. Mas na medida. Sem demagogia e, mesmo que em prosa, sem perder a poesia.

Leonardo Schabbach

Pois é. Como disse via twitter, sempre gostei muito dos textos dele, fico feliz que ele tenha aceitado publicar por aqui.

Esse conto é relevante, poético e muito real. Achei bem interessante mesmo colocá-lo por cá.

Marcela

Gostei do primeiro texto e gostei desse tbm, rsrs. Fala de uma coisa séria mas de um jeito diferente.

Cipriano Junior

Olá a todos. Primeiramente, obrigado pelas palavras iniciais. Espero que este texto tenha conseguido chegar a todos que o leram, comunicado. Por isso é bom o papo aqui nesta janelinha para o mundo, hehe, para tentar entender um pouco como mais esta pequena provocação ao pensamento bateu em vocês. Elogios, críticas, observações. Um conto sem título é um convite explícito, hehe.

Abraço

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger