Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

37

Envio de originais para editoras (dicas)

em 21 de mai de 2010.

Editado: Conheçam a Mutuus Editora.

A primeira dica para qualquer um que queira enviar o seu original para uma editora é: o processo ainda é válido? Foi uma das questões que já abordei aqui no blog (confiram a postagem aqui), algo de extrema importância. Acontece que, além de ser um processo, em geral, muito demorado, já que muitas vezes ficamos 6 meses ou mais sem receber notícias de nossos originais, acabamos recebendo o famigerado não sem que o livro de fato tenha sido lido. Ouvi de um editor da Ediouro (que hoje não recebe originais, só os aceita perante agentes literários) que o motivo desta decisão foi o fato de ele nunca ter escutado de seus colegas de trabalho, que tem cargos em editoras grandes e médias, uma história sobre um livro retirado desta pilha de originais que tenha feito sucesso. Na realidade, poucas vezes ele ouviu de um editor que tenha publicado um livro desta pilha. Então, temos um problema.

[Nota: a dúvida apontada pelo pessoal nos comentários foi retirada em outra postagem - leia Editoras Comerciais: a compra de exemplares]

Sabemos, com este tipo de declaração (e também com outras declarações que li por ai), que as grandes e até mesmo algumas médias editoras, embora recebam originais, de fato não os lêem. Por isso, a primeira e mais importante dica, antes de sabermos como preparar um original, antes de sabermos quais editoras têm a linha do nosso livro, é sabermos em quais realmente um autor iniciante tem chance de ser publicado, em quais há de fato a análise dos originais enviados.

Dentre as editoras comerciais, posso indicar algumas. Uma delas, como já mencionei em outras postagens é a Editora Multifoco (clique aqui e saiba mais sobre ela); a editora 7Letras, que cobra a publicação de seus autores, mas dá uma boa divulgação e tem credibilidade diante da crítica literária (saiba mais aqui); e o selo Novos Talentos da Literatura, da Editora Novo Século, que também cobra de seus autores, um preço, em geral, muito alto, mas são um dos poucos selos que abrem um espaço grande no mercado a autores de livro de fantasia, por exemplo. Além disso, a Novo Século ainda recebe originais para publicação normal, sem a necessidade de pagamento por parte do autor; esta análise, segundo o site, leva até seis meses (o dobro do tempo do outro selo). Entretanto, como há na editora uma triagem específica para novos talentos, acho muito difícil que eles de fato considerem a publicação de um novo autor pelo selo normal, embora, quem sabe, possa acontecer.

Fora essas, não tenho muito como falar sobre o sistema de outras editoras. A Rocco parece ter uma vontade maior de analisar os originais. Ela tem um sistema bem explicado e coloca um banner no alto de seu site para atrair novos autores. Este tipo de comportamento sugeriria que eles de fato analisam, de alguma maneira, o original. E o prazo que dão é só de dois meses, então pode ser bom arriscar.

Entretanto, de uma maneira geral, é melhor procurar por editoras de porte menor (como os selos indicados anteriormente). Elas provavelmente analisarão os originais e terão um cuidado muito maior com eles. E para enviar seus livros de forma correta, aqui vão algumas dicas:

- Essa é a regra de ouro. Antes de enviar qualquer obra para uma editora, leia com muita atenção a maneira como ela costuma receber os originais; se por e-mail ou de maneira física. Observe também se eles pedem currículo, sinopse e etc... caso eles não tenham tais exigências, é bom, ainda assim, enviar uma carta de apresentação; falarei disso adiante.

- Escolha bem, dentre as editoras que lêem originais, em geral as de menor porte, para qual irá enviar, é bom que se saiba se a linha editorial delas realmente combina com o seu livro, isso ajudará na dica seguinte. Para saber sobre este tipo de coisa, pesquise nos sites e, principalmente, vasculhe as livrarias (não somente as grandes, como Saraiva e etc..). Lá, você poderá descobrir editoras de porte médio e pequeno que publicam livros parecidos com o seu e ainda conseguem uma exposição legal no mercado, algo bem raro.

- Envie seu original com uma carta de apresentação. Não precisa ser super formal, mas seja educado; tente mostrar a razão pela qual seu livro pode ser publicado por aquela editora, mostre porque ele se encaixa na linha editorial. Isso passará a impressão de que você realmente pesquisou para enviar sua obra e leva o processo a sério. Também fale um pouco das qualidades de seu livro, do que ele traz de diferente, com breve sinopse (em um parágrafo, no máximo dois); e no final coloque de maneira reduzida (também em um parágrafo) um pequeno currículo. A carta deve ser pequena, de preferência ocupando no máximo uma folha; isto é, uns quatro parágrafos. Agora, veja se a editora possui exigências específicas quanto à carta de apresentação e sinopse - veja a regra de ouro acima - para não cometer erros; eles podem querer tudo o que falei de forma diferente.

- Veja como a editora recebe os originais, se por e-mail ou de maneira física, qual a formatação (tamanho da fonte, espaçamento entre linhas e etc...) e respeite todas as exigências. Se cometer algum erro aqui, as chances do livro nem ser lido aumentam muito.

- Não recebi resposta e já se passaram muitos meses, posso ligar ou enviar um e-mail para perguntar sobre a avaliação? Eu diria que sim, mas não seja chato, só o faça depois de muito tempo, e mesmo assim da forma mais profissional possível, é um direito seu. Mas se a editora disser que não tem como informá-lo, aceite numa boa.

- Devo registrar a obra antes de enviá-la? Não necessariamente. Se estiver enviando suas obras para editoras comerciais, não se preocupe com o plágio, nenhuma arriscaria sua imagem por isso. Já as editoras por demanda são mais difíceis de se medir a credibilidade, então pode ser bom registrar. Ainda assim, isso de fato não é preciso. Basta enviar o seu original lacrado e registrado para você mesmo. O lacre deve conter a data de postagem. Em caso de problemas judiciais, é só abrir o original na frente de um juiz. Essa é uma prática que já vem sendo aceita como evidência.

Enfim, acho que é isso, conforme eu pense em mais coisas, ou apareçam mais dúvidas, faço outras postagens. Espero que esta aqui já tenha sido útil.



Gostou do blog? Gostou dos textos? - o autor Leonardo Schabbach, que produz o conteúdo do Na Ponta dos Lápis lançou recentemente sua primeira obra literária, O Código dos Cavaleiros. Ajude-o a continuar produzindo! Informações sobre a obra (como comprar - autografada -, capítulos para degustação, capa, sinopse e muito mais) podem ser encontradas neste super hotsite (clique para acessar).

37 Comentários:

Bruna Maria

Olá, Leonardo!

Muito esclarecedora essa postagem. Mas há algo, ainda, que me traz dúvidas...
Quando se fala em cobrar do autor a publicação, e em preços altos, como podemos pensar isso? Por exemplo: o valor é algo que varia de acordo com a publicação? Por exemplo, extensão do livro, possibilidade de vendas.. etc?

É algo que ainda não tive a oportunidade de descobrir e que sempre vejo sendo citado, do autor pagar tudo ou parte da primeira publicação. Mas sempre falta o referencial em valores mesmo.

Se puder ajudar nesse esclarecimento, agradeço!

=)

Leonardo Schabbach

Agora fiquei em dúvida se respondo esta questão aqui mesmo nos comentários ou se faço uma nova postagem em breve falando dela... hehe. Dúvida cruel!

Luiz dreamhope

Léo, seria bom postar um post sobre isso também, pois é duvida de muita gente, inclusive minha. E assim poderia falar nas opções e nas consequencias das mesmas, se puder. Seria realmente esclarecedor para saber qual o melhor caminho.

E falando neste post, isso é que eu chamo de um post de ouro. hehe.
Cara, daqui a pouco o conteudo deste blog daria um bom e-book de dicas para escritores. hehe.
Abraços.

Bruna Maria

Bom, acho que se a dúvida rende uma postagem, você deve fazê-la! Não me importo em esperar um pouco pela resposta, de jeito nenhum. Veja o que fica melhor pra você.

Leonardo Schabbach

Tá, acho que faço uma postagem mesmo, então, tento fazê-la para domingo ou, já que espero por uma entrevista que se tiver resposta postarei logo, "cedo" na semana que vem.

E até pensei nisso, que daqui a pouco daria para fazer um e-book, hehe. Mas, se fosse usar as entrevistas, precisaria sair pedindo autorizações =P

Isie Fernandes

Ótimo, Leo. Estava agora mesmo discorrendo sobre o assunto com um colega. Vou divulgar essa postagem e aguardar pelo esclarecimento da dúvida geral.

Obrigada!

Leonardo Schabbach

Valeu pelo elogio. Hoje, devo escrever sobre as dúvidas colocadas aqui na área de comentários. Ia fazer isso ontem, mas o dia foi meio cheio e menos gente entra mesmo nos finais de semana.

M.F.

Eu ia comentar o mesmo que a Bruna, rs. Também tenho a mesma dúvida que ela e - considerando que um original meu está atualmente na Novo Século - eu estava realmente curiosa para saber em torno de quanto seria esse valor. Até porque muitas vezes, mesmo a oportunidade sendo ótima, o valor é tão alto que se torna impossível, então...

Quanto a Rocco, com essa eu devo dizer que me decepcionei um pouco. Pensava o mesmo que você antes de enviar o original, mas os prazos que eles dão no site não são nenhum pouco respeitados... :\ Os teóricos dois meses já se transformaram em seis pra mim e as respostas que tive ficam na base de "ainda não podemos dar uma posição". Isso quando respondem...

Sei lá, é complicado isso tudo... Uma pena as editoras serem tão pouco abertas pros autores nacionais.

Ótimo post! Beijos!

João Paulo

Olá gostaria de saber, como assim "registrar para si mesmo"? Boiei nessa parte... E qual a diferença de editoras comerciais e as por demanda?

Grato.

Leonardo Schabbach

Você não registra para si mesmo. Você apenas envia por correio para você, lacrado e com a data de postagem no lacre, assim você tem a prova de que no dia X você já tinha escrito o livro, o que provará a sua autoria, caso abra o pacote em frente a um juiz.

João Cirino Gomes

Se tiver dificuldade em registrar sua obra, poste ela em um site confiável; nele você terá a data da postagem; e se por acaso aparecer obra idêntica, você terá a data de quando postou!
Sem contar que; alguns autores poderão apresentar até mesmo o rascunho do original feito a mão! Mas o ideal é: recolher a taxa de GRU simples pagamento exclusivo no Banco do Brasil! Juntar a este o pagamento a cópia da sua obra registrada em um cartório, e enviar para a Biblioteca Nacional! No prazo de três meses recebera o comprovante da obra registrada!


Registro de Obras Literárias
Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional - EDA
Endereço: Rua da Imprensa, 16 - 12o. Andar - Sala 1205
Palácio Gustavo Capanema - Castelo
20030-120 - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2220-0039 - 2262-0017 - 2240 9179
Fax: (21) 2240-9179
E-mail: eda@mincrj.gov.br
Sítio: www.bn.br
Representação do EDA - Brasília/DF
Biblioteca Demonstrativa de Brasília - BDB
Endereço: Av. W3-Sul - EQ. 506/507. Asa Sul.
70350-580 - Brasília/DF
Telefone: (61) 443-5669 - 443-0852 - 443-5682
Fax: (61) 443-9142 - 443-3163
Representação do EDA - São Paulo/SP
Endereço: Rua General Júlio Marcondes Salgado, 234. Campos Eliseos.
01216-001 - São Paulo/SP
Telefone: (11) 3825-5249
Fax: (11) 3826-4127
Sítio: www.bn.br
Representação do EDA - Salvador/BA
Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Endereço: Rua General Labatut, 27 - 3º Andar. Barris.
40070-100 - Salvador/BA
Tel: (71) 3317-6064
Fax: (71) 3328-3940
Representação do EDA - Recife/PE
Biblioteca Pública Estadual Presidente Castelo Branco
Endereço: Rua João Lira, s/n. Bairro: Santo Amaro.
50050-550 - Recife/PE
Telefone: (81) 3423 8446
Fax: (81) 3221-3716
E-mail: direitoautoralpe@educacao.pe.gov.br



http://www.napontadoslapis.com.br/2010/05/envio-de-originais-para-editoras-dicas.html

L. F.

Boa tarde,
Como escrever uma sinopse? Até que ponto da história devo citar?

As dicas são de grande ajuda, obrigada!

Anônimo

Oi Léo.

Você mencionou a Editora Rocco que ela dá ênfase em seu site a novos autores,porém percebo que na prática não é tanto assim.Enviei há mais de cinco meses um original para ser analisado e até agora ninguém se deu ao trabalho de responder mesmo eu tendo cumprido com todas as
exigências. Aguardei pacientemente os dois meses só depois do quarto mês enviei um e-mail. Como eles recebem originais apenas em CD, poderia ter dado algum problema. Me prontifiquei a enviar outro, mas não obtive nenhuma resposta. Acho que não custa nada,a Cia das Letras,responde todos os e-mails. É o mínimo que pode se fazer com um autor que dá o seu sangue na frente de um computador por meses a fio.

Anônimo

Padeço do mesmo problema.Estou na espera de uma resposta da Rocco há alguns meses.Ainda não entendi para que assinar o termo dando preferência para o Rocco de quarenta e cinco dias se ela mesmo demora séculos para dar um retorno.Seria mais fácil para ela fazer como outras editoras que avisam que o prazo médio é de seis meses a um ano.A ansiedade gerada é bem menor.Mesmo que o original seja uma "bomba",merecemos ao menos uma resposta mesmo que curta e objetiva.

Patricia.

Leonardo Schabbach

Pois é, como eu disse no texto, ela me pareceu dar ênfase, mas eu não tinha como ter certeza, nunca tinha enviado nada para lá. Aparentemente, apesar do anúncio e tudo mais, eles acabam não dando tanta atenção assim. =/

Mariana B.

Maravilhosas dicas! Fico muito agradecida por expor sua sabedoria e compartilhar conosco.

ENTREM, GENTE!

http://diariodajovemescritora.blogspot.com

Anônimo

Pessoal

Estão de parabéns pelo site, artigos,dicas e afins.Desejo muito sucesso.

Anônimo

Belo post ensinando o caminho das pedras aos autores. Parabéns.
Permita-me uma dica: a Editora Virtual Books, da cidade de Pará de Minas, MG, faz pequenas tiragens de no mínimo 50 livros, a 0,07 centavos p/páginas, mais 2,00 pela capa, se a não tiver. Já fiz livros com ela e até já ganhei um contrato de dois anos, e serei lançado novamente... J.G.Hunter.
É bom que os livros nunca ficam velhos, vendeu, se faz novamente e não se gasta muito e se paga de duas vezes.
jghunter@ig.com.br

Anônimo

Comigo, o oposto: a Rocco respondeu educadamente e no prazo, enquanto a Cia, além de não dar retorno na data, não respondeu o email que enviei.

Anônimo

Impossível a editora Novos Talentos publicar livros sem ser pago. Veja os últimos livros, cheio de erros e com uma trama que chega a ser risível. E ainda, os autores a maioria novos, não teria dinheiro para pagar mais de 15 mil reais.

É um absurdo que uma editora venha a lançar os seus livros com esse nível. Portanto, a proposta de pagamento é menos óbvia, se é então que a editora não saiba o que é um bom livro, e vai lançando qualquer coisa que ache que preste para ela.

Desculpa por qualquer coisa.

Abçs.

Gilvan Freire

Gostaria de sugerir aos novos autores pesquisarem sobre pequenas e médias editoras na Liga Brasileira de Editoras (já fiz isso e estou esperando respostas) e também visitarem o site Escreva seu livro, que tem muita informação útil.

Anônimo

Muito triste, tudo isso que disse. Destruiu minhas esperanças. Enviei meus originais a Rocco e a Cia da Letras. Tolice minha, não é mesmo.
Sou autor de seis obras e nunca consegui publicar nada, mas sonhar não paga assim como jamais pagarei para meus livros serem publicados, até mesmo porque não sou abastado financeiramente.
- se quiser conhecer e minhas obras consulte o acervo da EDA
Wilson almeida amaral

Anônimo

Estou preparando meu original para enviá-lo à algumas editoras e as dicas acima foram muito válidas. Obrigada! Preocupei-me em pesquisar direitinho as exigências de cada editora mas em lugar algum encontrei a seguinte informacao: posso imprimir o original frente e verso?
Obrigada por mais esta dica!

Nay Mendess

Oi gostei do seu post. Ainda pesquisando achei esse protexto voce sabe alguma coisa sobre ele na pratica?
http://www.protexto.com.br/regulamento.php?pl=1

Anônimo

Muito bem explicado este post. Fui aceita por 3 editoras, mas todas com prós e contras (mais pontos negativos a positivos). Um agente literário, por hora, é a minha melhor opção até agora. Não concordo quando se tem que pagar para publicar, mas as vezes é o único jeito. Estou vendo outras possibilidades no momento, pois pretendo ser uma escritora de não somente um livro, mas de muitos. Quero sobreviver disso e um dia, quem sabe, meu sonho se tornará real.

Francisco José Araújo Costa

Venho desenvolvendo um livro de poesias (não concluído) o qual tem 30 páginas e 3974 palavras e possível gostaria de enviar os meus originais para análise. Ficaria grato se vocês analisassem. Abraços cordiais. Contato: (61) 34452432/91282302/99792302 e-mail-chico49bsb@gmail.com

lira vargas

Faz tempo que não vejo um blog tão bom como esse. Parabéns Leonardo Schabbach pelas dicas e informações.
Gostaria de indicar aos escritores que lancei 03 livros pela Editora ADOS, e os preços dessa Editora são inacreditáveis. Além de facilitar o pagamento dos livros. A Editora ADOS está editando o romance de minha autoria HORIZONTE AZUL com 150 páginas quantidade de 1000 por 2.80 cents. cada um.
Wilson Almeida Amaral, não desanime, procure essa Editora, você vai conhecer profissionais sérios, honestos. ados@ados.com.br

Dilemas de uma vida -Alinny Mello

Olá tenho um grande projeto na vida quero ganhar a vida como escritora e publicar muitos livros
Escrevo muito todos os dias sobre minha vida e fatos do cotidiano, o problema é que a minha cidade não oferece oportunidades quanto à isso, e minhas inspirações são escritas mesmo em cadernos e já tenho um vasto material mais não sei como pública - los preciso de ajuda porque é o meu maior desejo.
E eu necessito de apoio
O que devo fazer?

Anônimo

Tomem cuidado com esse selo Novos Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século. Os autores pagam muito dinheiro, o livro é lançado, mas a editora não distribui direito, eles falam que colocam seu livro em várias livrarias, mas basicamente só colocam o livro no site dessas livrarias, mas nas livrarias físicas só em poucas e também quase não fazem divulgação.

Silvania Copa Santos

O que eu queria mesmo é uma explicação muito prática......sabe aquela de antigamente, quando usávamos máquina de escrever e as editoras exigiam (só para receber nossos originais), que os mesmos fossem !datilografados em espaço 2, tantos centímetros de margem, etc.Muito bem, como está essa exigência hoje? Tenho conteúdos muito atuais e até um romance, mas nunca havia pensado em mandar pra uma editora, como agora estou com tempo, pretendo mandar, mas não sei se ainda exste a exigência de um lay out, ou pode-se mandar a matéria e a própria editora redefine? grata Ainaivlis Apoc.

Leonardo Schabbach

Então Silvania, isso você terá que ver no site de cada editora. Em geral, as que aceitam originais tem um local no site que informa como eles querem recebê-los em termos de formatação. Por isso, veja caso por caso.

Agora, atualmente o mercado brasileiro tem melhorado em alguns aspectos quanto aos agentes literários. Muito mais editoras, hoje, aceitam apenas originais vindos de agentes ou agências.

Anônimo

Sabe,isso tudo é um pouco triste e desmotivador(quer dizer muito).Tudo no Brasil é difícil.Isso que as editoras fazem é uma falta de respeito com as pessoas daqui.A gente se esforça e se empenha para escrever uma obra interessante,com poucos erros ou sem nenhum erro de português,aí me vem um youtuber qualquer que nem nunca pensou em ser escritor e em pouco tempo tem um monte de livros lançados com um monte de páginas em branco.
E,se você tiver a sorte de seu livro ser lançado,a injustiça continua,pois,dez por cento de cada livro não é nada.Ouvi falar que nos Estados Unidos eles ganham quarenta por cento de cada livro.Ê,Brasil,quando você vai aprender?

Leonardo Schabbach

Pode ter ouvido dizer, mas é uma grande mentira. Lá é 10% também. É assim o mercado no mundo infelizmente. Pq as editoras precisam ceder 50% pras livrarias. Se derem 50% pras livrarias e 40% para os autores, bem, aí não existiriam editoras.

Mas sim, o cenário é triste.

Ana Cláudia Esquiávo

Não indico a Multifoco.Tive problemas desde o lançamento, pois os livros chegar minutos antes do lançamento. A divulgação e péssima, eles vendem os livros de um autor iniciante por R$ 45,00. Quem nessa crise que o país vive vai comprar livros de um autor desconhecido por esse preço? Eu vi esse post e segui o conselho de assinar com essa editora e me arrependi. Cuidado com o que você indica.

Leonardo Schabbach

Esse post é de 2010, tá a data lá. De lá pra cá muita coisa muda. E o blog está parada faz anos. Então prestar atenção nas datas e buscar informações mais atualizadas é importante.

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger