Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

39

Múltipla Escolha, por Lya Luft - resenha e promoção!

em 3 de mai de 2010.

Hoje, trago uma resenha e uma promoção bem especiais para os leitores do blog: trata-se do novo livro da autora Lya Luft, Múltipla Escolha, que acaba de chegar às livrarias de todo o país. Nos últimos anos, a autora se tornou uma das mais lidas do Brasil, alcançando um sucesso raro entre os escritores nacionais. Romancista, contista e poeta Lya Luft iniciou sua carreira como tradutora na década de 60 e, em pouco tempo, começou a lançar livros de sua própria autoria; o primeiro romance, porém, só veio em 1980, com a obra As Parceiras.

[Nota: o livro está bem barato no Submarino: confiram aqui! e na Livraria Saraiva: confiram aqui!]

A autora, que durante toda a sua carreira recebeu diversos prêmios, tanto por suas traduções quanto por seus livros, hoje divide os críticos. Desde a publicação de Perdas & Ganhos, lançado em 2003 pela Editora Record e um sucesso em vendas, ela é vista com algumas ressalvas, sendo às vezes tachada quase como autora de auto-ajuda. Logo, quando peguei o livro Múltipla Escolha para ler, tinha esta divisão em mente (algo que até remete às postagens recentes do blog sobre crítica literária). Em primeiro lugar, todavia, é necessário deixar claro que tachar Lya Luft de tal maneira é um erro grave. Pode até ser que determinado livro tenha este aspecto - e isso nos levaria a outra discussão, que devo tomar mais adiante -, mas ultimamente tenho lido pessoas a classificarem "quase como autora de auto-ajuda e ponto", não importa o que ela fez antes ou depois.

No caso do livro Múltipla Escolha, posso até ver de onde saem essas críticas. É um ensaio em que a autora fala sobre diversas questões que afligem a nossa sociedade. O tom dela é menos racional e filosófico e mais emocional, falando diretamente com as pessoas, tocando nos assuntos que as incomodam praticamente, tratando de coisas do dia-a-dia, como família, pressões sociais, excesso de informação, incertezas e etc...  Ainda assim, o livro denuncia uma problema crucial dos dias atuais, algo trabalhado também por acadêmicos, como Bauman: a questão dos medos, da insegurança, da dificuldade hoje de se manter uma identidade e de se tomar decisões. A diferença é que Lya Luft caminha pelo lado prático, tratando desses assuntos por intermédio de sua própria vivência e de exemplos seus, sem dar um caráter acadêmico ao texto e levando o livro em um tom de conversa, quase como se fizesse uma "auto-entrevista".

É por isso que não acho que o livro possa ser tachado, como talvez venha a ser por alguns, como uma obra de auto-ajuda. Em Múltipla Escolha, não há uma tentativa de se dizer às pessoas uma única maneira de lidar com determinados assuntos ou dar um conforto ilusório; a intenção da autora é de fazer refletir, de apontar os grandes problemas enfrentados pelos indivíduos hoje e, por intermédio de suas idéias e de sua experiência, dar as bases para que as pessoas pensem. Aqui há um trecho que realça bem esta característica:

"O olho do outro está grudado em mim e me sinto permanentemente avaliado, nem sempre aprovado: se eu não for como sugerem ou exigem meu grupo, família, sociedade, se não atender às propagandas, aos modelos e ideais sugeridos, serei considerado diferente. Como adolescentes queremos ser iguais à turma, como adultos queremos ser aceitos pela tribo: a pressão social é um fato inegável" (Pag. 23)

Como acadêmico, já li alguns livros que tratam exatamente desses assuntos (posso mencionar aqui Bauman, de novo, e também Foucault). Talvez para mim e para outras pessoas do meio, o trecho não traga nada de muito novo, embora fale de uma questão essencial hoje, algo que deve ser discutido e trabalhado. Por outro lado, os livros não devem ser fechados para uma pequena elite; e Lya Luft, neste em específico, traz essas questões ao público não-acadêmico e os discute de uma maneira diferente, por intermédio de sua própria visão de mundo. Inclusive, este é um outro fato interessante. Ler Múltipla Escolha é quase como ler uma longa entrevista com a autora, saber a sua opinião sobre uma série de coisas, o que pode ser um atrativo a mais da obra.

De uma maneira geral, é um livro bem interessante, que aborda questões importantes. Há momentos, como no trecho destacado, em que achei a maneira da autora escrever e colocar as coisas excelente, com algumas idéias e argumentações muito boas. Há também partes em que senti o livro muito didático, alguns momentos em que achei o modo como os assuntos foram descritos meio clichê. Então, para mim, o livro variou um pouco entre esses altos e baixos. Ainda assim, acho que muita gente irá se maravilhar com o que ler, já que há reflexões importantes com as quais maioria das pessoas não tem contato; o público de Perdas & Ganhos definitivamente não sairá decepcionado e, ao mesmo tempo, boa parte dos críticos que passaram a ter ressalvas a respeito da Lya Luft devem continuar a criticá-la - alguns, talvez, mudem de opinião.


Compre o livro por um excelente preço no Submarino.com

Compre o livro por um excelente preço na Saraiva


CONCORRA A DOIS EXEMPLARES (promoção finalizada)

Em parceria com a Editora Record (@Editora_Record, sigam no twitter), o Na Ponta dos Lápis irá sortear dois exemplares do livro Múltipla Escolha, de Lya Luft. É a chance que os fãs da autora têm de colocar suas mãos nesta obra que acaba de chegar nas livrarias. A premiação se dará por sorteio novamente (prometo que a próxima envolverá a competição entre os melhores comentários). Aqui seguem as regras, leiam com atenção!!

- Para participar do sorteio, você deve deixar um comentário no blog falando de suas expectativas em relação ao livro, principalmente depois de ler a resenha, E ainda postar a seguinte mensagem no twitter:

RT @leoschabbach concorra a um exemplar de Múltipla Escolha, o novo livro de Lya Luft, lançado pela @Editora_Record - http://migre.me/BqeS

* Não esqueçam de assinar seus comentários com o seu nome no twitter. Exemplo: @leoschabbach

**A promoção será válida até o dia 10/05 (próxima segunda-feira) e o resultado será divulgado na terça-feira.



Gostou do blog? Gostou dos textos? - o autor Leonardo Schabbach, que produz o conteúdo do Na Ponta dos Lápis lançou recentemente sua primeira obra literária, O Código dos Cavaleiros. Ajude-o a continuar produzindo! Informações sobre a obra (como comprar - autografada -, capítulos para degustação, capa, sinopse e muito mais) podem ser encontradas neste super hotsite (clique para acessar).

39 Comentários:

Luiz dreamhope

Ótima resenha, Léo. Nunca tinha ouvido falar sobre essa autora. E olha, um livro em primeira pessoa, tudo o que eu preciso, rsrs.

O livro parece ser bem interessante por tratar de algumas questões atrativas para qualquer leitor. Um livro que nos faça refletir pode ser uma boa leitura.
Vou participar.

Leonardo Schabbach

Luiz. É um livro em primeira pessoa, mas é ensaístico; então não vai encontrar muito do que procura em relação à narração. Como eu disse, é quase como uma entrevista em que a autora disserta sobre uma série de assuntos. Às vezes de maneira excelente, outras vezes nem tanto, como coloquei no final da resenha; mas isso também depende de opinião e de leituras anteriores.

Só queria te avisar que não é um livro de ficção, hehe.

Vanessa

Leo, sou fã de Lya e peguei na livraria uma amostra do livro na semana passada. De Lya Luft espero sempre o melhor e , de fato, é crueldade, para não dizer um belo de um engano, o rótulo de auto-ajuda no caso dela. Os textos de Lya falam ao ser humano, e não só à mulher, profundamente, seja qual o for o tema. Ao contar um pouco de si, Lya desvenda um pouco de nós a cada página.

Abraço

Meire Ribeiro

Eminente quando o leitor julga o autor por um livro e nao por toda a obra. Lya, assim como os outros autores, nao podem se privar e seguir uma linha de abordagem ou assunto. O escritor eh livre pra se deixar levar pelos pensamentos.
Sempre vai existir aquele que pensara ao contrario ao ler. Eh a livre busca de raciocinio. Tambem nao consideraria escritora de auto-ajuda, mas como vc mesmo disse, a certos pontos a serem discutidos.
Tenho certeza que " Multipla Escolha" eh um grande livro, assim como os outros da autora.
Resenha exemplar!

Bianca Briones

Ótima resenha. Amo Lya Luft. Ganhei "Perdas e Danos" há quatro anos e amo reler.

Com certeza participarei da promoção e divulgação!

giselle

De Lya Luft podemos esperar sempre o melhor...mulher afeita às questões mais relevantes do mundo, sabe viajar em tapetes rasantes, vendo-nos com olhos de águia, viva, vivida, experiente...adorei a resenha, este blog e sei que adorarei o livro também.

Um beijo,

Giselle Zamboni

Janaina

Oi, Leo! Confesso que o primeiro livro da Lya que eu li foi Perdas e Ganhos. A partir dele, fiquei curiosa para ler mais coisas da autora. No entanto, com a correria e falta de tempo, ainda não tive oportunidade. Sua resenha aumentou minha curiosidade. Sou aficcionada por ensaios e grande admiradora das autoras brasileiras. Espero que eu ganhe :)
Beijos!! @Staciarini

Cristiano Hackl

.

É isso mesmo. Continuemos criticando. Enquanto houverem uma ou milhares de pessoas que leem e demonstram suas opiniões, é isso o que vale. Auto-ajuda, entrevista, boa, ruím, o que mais quiserem falar sobre uma obra, nada mais é do que 'falácia'. O que importa é que está feito, escrito, impresso e lido. Lido.


.

Cristiano Hackl

.


É isso mesmo. Continuem criticando. Enquanto houver uma ou milhares de pessoas que leem e demonstram suas opiniões, é isso o que vale. Auto-ajuda, entrevista, o que mais quiserem falar sobre uma obra, nada mais é do que 'falácia'. O que importa é que está feito, escrito, impresso e lido.

Abraço!

@crosshackl
[havia esquecido disso]

.

Israel Teles

Confesso que não conheço a obra dessa escritora, sequer o que parece ser o maior best seller dela, Perdas & Ganhos. Mas, uma resenha, uma dica, é sempre interessante para despertar o interesse para algo novo ;)
Grande abraço!

Ana Magal

Gente!!! Que máximo, um novo livro da Lya! Sempre amei os poemas de Lya. Lembro do início da minha vida na internet, em que eu recebia longos e quantitativos arquivos pps com mensagens escritas pela Lya Luft. O poemas dela são de uma veracidade e intensidade incomum. Seu jeito único de expressar o que sentimos conseguir traduzir em palavras sentimentos que muitas vezes deixamos entalados na garganta e não conseguimos verbalizar.

Parabéns Lya! Tenho certeza que 'Múltipla Escolha' será um grande sucesso!

Adorei o texto Leo, parabéns, pelo trabalho primoroso.

Carol Rocha

Livros de auto ajuda não podem ser considerados apenas aqueles escritos propositalmente com este fim. Em determinados momentos da nossa vida, um livro, o qual seu último foco seria o "auto-ajudar", torna-se o ponto de partida para uma guinada no modo de pensar e agir de qualquer ser humano.

Anônimo

Não conheço a autora, mas ler faz tão bem que a cada dia me simpatizo por tantos que conheço através daqueles que ganho de presente
@rodrigopc40

Paullo Phirmo

Após ouvir (versão audiolivro) Perdas & Ganhos, fiquei encantado com a visão de mundo da Lya Luft. Suas ricas experiências de vida, a forma inteligente e produtiva com a qual encara as dificuldades, a motivação e o incentivo nutrido por ela e o qual nos transmite de modo tão humano e terno. Foi realmente um privilégio.

Nexte contexto, a minha expectativa para com Múltipla Escolha é a de encontrar no verbo (e no sentimento) de Lya Luft o conforto de uma mãe, o apoio de uma amiga, o amor profícuo de uma namorada e o empurrão, verdadeiro e enriquecedor, de alguém mais experiente que pode nos dizer para termos menos pressa e mais, muito mais proveito de tudo aquilo o que a vida nos oferece; pronto e a construir.

Espero mais uma vez, agradecer Lya Luft pelo sim e pelo não. Pelo sim... Sim à Vida.

@paullophirmo

--

Ótima resenha, Léo. Abração!

Fernando

A resenha despertou ainda mais meu interesse pela obra! Lya Luft, como fez em Perdas e Ganhos, não aponta um caminho de respostas, ela convida o leitor a uma reflexão sobre seus dramas cotidianos, permitindo que ele repense os significados que atribui aos fatos da vida. Enxergar a realidade sob uma nova ótica pode confortar quem está em desconforto, e essa mudança de mentalidade é certamente uma das grandes preocupações da autora. Que essa obra seja bem-vinda ao lar daqueles que se propõem a refletir com mais vagar sobre o que nos rodeia e nos define.

Fernando A. Mariano
@famariano

Tiburcio_ (Meu Monarca Favorito)

Não há mal algum em se querer ajudar. O termo "auto ajuda" designa livros que tentam fazer isso pelo leitor. Mas se formos mais a fundo, muitas obras ajudam de forma contundente as pessoas. Existe sempre tem aquele colega que diz "Depois que li A Idade da Razão mudei meu ponto de vista" e isso pode ser um tipo de ajuda na vida dêle.
Claro que tem literatura que até confunde e atrapalha a vida da pessoa, mas esse com certeza não deve ser o caso da Lya Luft.

Júnior Creed

Confesso que tinha um pouco de preconceito com Lya Luft que só foi quebrando quando soube de sua amizade com Caio Fernando Abreu. Ano passado, por coincidências do destino, veio parar em minhas mãos "O silêncio dos amantes" e eu pude vislumbrar a literatura doce da Lya. Me senti abraçado em alguns contos, verdadeiro êxtase. Desde então, venho loucamente tentando sanar o tempo perdido e lido bastante essa escritora cativante. Já estava ansioso pra ler "Múltipla escolha", agora então...

@juniorcreed

Marília Maciel

Embora não tenha lido nenhum livro escrito por Lya Luft, já ouvi muito falar dessa escritora e tradutora, e a resenha do livro "Múltipla Escolha" apenas me deixou ainda mais curiosa a respeito dela.

@marilia_maciel

Patricia

livro parece ser bem interessante por tratar de algumas questões atrativas para qualquer leitor. Um livro que nos faça refletir pode ser uma boa leitura.

patluda@yahoo.com.br

Katia

Gostei bastante de "Perdas e Ganhos", é um livro que sempre indico para minhas amigas... inclusive participo, juntamente com elas, de um clube do livro, e escolhemos ele em um de nossos encontros.

Sou apaixonada pela escrita da Lya, por tudo o que ela me faz refletir ao terminar uma leitura. Seja em um livro dela ou em sua coluna semanal na Veja (não gosto da revista, mas a coluna da Lya é especial, não passo uma semana sem ler...).

Tenho as maiories expectativas possíveis quanto a seu novo livro, "Multipla Escolha". Ainda após ler sua resenha e descobrir que ele é "é quase como ler uma longa entrevista com a autora, saber a sua opinião sobre uma série de coisas" o que pra mim é o enorme atrativo =)

Estou ansiosa para um bate papo e tarde de autógrafos delas que terá em breve em minha cidade!

Lya é uma das minhas escritoras brasileiras preferidas, é sempre um prazer ler um livro, uma crônica ou uma simples frase escrita por ela.

Nome: Katia Sirlene
Twitter: @katiasg

Marcos Paulo

A resenha é bacana também porque ela vai mais à frente do que simplesmente desenhar as linhas abordadas no livro "Múltipla Escolha", ela traça as próprias caracterísitcas literárias da Lya Luft. O que me chama muita atenção e curiosidade é que este livro em questão parece seguir o mesmo ritmo do "Perdas e Ganhos", algo como a transcrição dos pensamentos da autora no que se refere às questões cotidianas. Aproveito também para exprimir que o que eu mais aprecio no trabalho da Lya Luft é o fato dela sempre frisar que seu trabalho não tem caráter acadêmico, no entanto, é exatemente nisto que se dá a minha fascinação nesta escritora, pois, o academicismo pode não estar na forma, porém, o conteúdo que ela aborda - os pensamentos e pontos de vistas acerca do que ocorre no mundo contemporâneo - é algo que os acadêmicos bebem para desenvolver os seus ensaios. Mas a Lya vai além, ela expõe esses mesmos conteúdos de forma emotiva, e até fácil de ser ingerido pela maioria. Ah se todos os textos acadêmicos tivessem esta forma luftiniana! Muitos - inclusive eu - teríamos condições de entender e refletir mais sobre os temas que afligem a nossa sociedade. Lya Luft é sem dúvida a minha escritora favorita, inclusive ajudando a entender a beleza do mundo interior e subjetivo das mulheres. Como muitos comentaram, também estou muito, muito curioso para ler este novo livro e este vai ser a minha nova compra literária.
Obrigado Leo por sempre agregar conteúdos interessantes.
Abraços

@marcospsreis

Bruna Morales

Sou apaixonada por leitura, já havia escutado algumas coisas sobre o trabalho da Lya, claro, mas nunca efetivamente li uma obra dela... Mas agora você despertou minha curiosidade, Leo! rsrs Ótima resenha!!! =D

@Bruninhamorales

Mairy

Olá Leo,

Não conheço a autora, mas fiquei super curiosa de ler o livro. Estou me preparando para tentar Mestrado em educação e trabalho com questões relacionadas a desigualdades, biopoder (Foucault), visibilidade, performance... que estão muito ligadas a citação que vc postou sobre a aprovação social, a necessidade de se inserir em um grupo.

Outro ponto que me chamou a atenção é o fato da obra ser apresentada de uma forma mais emocional. Tenho observado na área de educação uma abertura para obras assim, mais humanas e menos frias, como geralmente são as obras acadêmicas!

As minhas expectativas são: que e a obra Múltipla Escolha, de Lya Luft, me auxilie a lançar um novo olhar sobre coisas lidas e estudadas anteriormente, que me traga novos conhecimentos, que realmente seja uma conversa enriquecedora e que me faça(re)descobrir um pouco mais de mim, um pouco mais de nós, humanos confusos!

Mairy Azevedo
@MairyAzevedo

Bruna Maria

Olá, Leonardo!

Achei a resenha ótima. Você mostrou os dois lados da moeda, ao invés de sugerir um tipo de leitura da obra da Lya Luft.
Eu na verdade não conheço a obra dela. O máximo que cheguei a ler eram as suas crônicas, acho que na Revista Veja mas, como já não leio a Veja, nem sei se ainda acontece isso por lá. Pelo que lembro, eu tinha uma impressão um tanto quanto implicante com o que eu lia; justo por ter um tom de auto-ajuda. Mas, como disse, falta parar e ler as obras dela.

Bom, vou participar do sorteio!

Bruna
@brumah

Beijos!!

ElizaBahro

Nunca tive contato com obras de Lya,
ta aí uma boa oportunidade de conhecê-la;
A resenha me empolgou, livros de auto ajuda são sempre interessantes, dão uma certa impolgação, mesmo que ela passe no dia seguinte[rs,]sempre se aprende algo!
Boa Sorte a todos!

@ElizaBahro

Inté.

luiza

otima resenha,leo!adoro lia luft, um dos meus preferidos foi perdas e ganhos mas, acredito que toda a obra dela sera eterna!!!luiza lima

Fernando

Espero que o livro seja um guia no caminho que comecei a trilha contra nossa cultura materialista.

Fernando Baldan
@foradesintaxe

Anônimo

Parabéns pela resenha, vc assim como eu, não somente lê e interpreta Lya Luft, vc consegue sentir Lya Luft, sou fascinada pelas obras dela, pela forma como ela consegue fazer o leitor sentir em alguma frase, com uma palavra, uma identicação direta. Ela consegue traduzir em palavras, questões, medos, angustias e vários outros sentimentos e pensamentos que temos e na maioria das vezes, não conseguimos extrair a melhor mensagem deles.

Bjus,

Roberta Alfonsin

Jones Willians

Quem ganhou essa promoção ?
Encontrei o "Multipla Escolha" na prateleira da livraria semana passada, achei incrível, olhei as páginas, li o comentário do autor, e desde então Lya Luft passou a ser muito mais que uma linguista, passei a querer conhecê-la melhor em suas obras. Pena eu ter chego tão tarde pra essa promoção

Leonardo Schabbach

A promoção foi já faz um bom tempo, na época do lançamento do livro, deve ter mais de 6 meses já. Só olhando as postagens antigas mesmo pra ver quem ganhou.

Liz Dantas

Que pens,só conheci este blog hoje,quando a promoção do livro da minha autora preferida terminou
Muito sucesso para o blog

Anônimo

Oi leo e a todos os outros leitores.

Acabei de ler o Múltipla Escolha. Confesso que sentí um alivio quando terminei a última linha. Mas já estou fazendo uma fila para ver quem será o primeiro a receber o livro emprestado e indicado para ler. Pois é isto, o livro incomoda sim, porque, longe de ser de auto-ajuda é um livro que discute temas que nem sempre estamos querendo ultimamente. Já havia lido O silêncio dos Amantes e vou procurar o famoso Perdas e Danos. Lya Luft não se discute, se lê!

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger