Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

7

Uma homenagem a José Saramago

em 18 de jun de 2010.

Um homem. Um escritor. Um gênio. Talvez alguns possam discordar; ele tinha muitos opositores e desafetos, pregava uma série de coisas com as quais nem todos concordam, idéias que podem provocar a antipatia de muitos. Mas ninguém pode negar o talento, a habilidade com a palavra, com a prosa, a maneira fácil de guiar o leitor pelos caminhos de suas histórias, que, por sinal, são cheias de imaginação, de uma capacidade criativa única e original. Saramago escrevia, defendia, dissertava. Delineava com a ponta de seus lápis mundos novos, que nos faziam pensar e viajar; experiências em forma de prosa, prosa em forma de poesia.

O mundo perde o talento de um grande homem, de um notável escritor. A literatura ganha um ícone. E nossas vidas ficam um pouco mais tristes por sermos privados da possibilidade de entrar em contato com mais das fantásticas obras do autor.

7 Comentários:

Meire Ribeiro

Perdemos um grande escritor, mas ele nos deixou uma grande heranca e pra sempre: seus livros!
Belo texto, Leonardo!

Luiz dreamhope

Não cheguei a mer nenhum livro dele, mas vou obter o "Ensaio sobre a Cegueira".
Um mente brilhante que se foi, mas que ficará eternamente no mundo com seus livros.

Anônimo

saramago era gênio. e seu anticlericalismo fundamentado me entusiasma. perdemos o homem mas fica a obra!

Lídia Michelle

O complicado é que tudo o que se fala hoje para enaltecê-lo para diminuir a sua importância; é pouco pelo o que representou para a literatura e para a sociedade. Escrever e defender suas convicções como fazia era a maneira dele fazer alguma coisa pelo mundo. E o fez com a perfeição que um ser humano pode fazer.

Isie Fernandes

Muito boa homenagem, Leo. Você foi exato nas palavras. Agora, temos apenas o que ficou...

<><<

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger