Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

6

Resenha - Os homens que não amavam mulheres, de Stieg Larsson

em 13 de fev de 2011.

Hoje, após um bom tempo, faço uma resenha aqui no blog. Como todos sabem, sou um grande admirador de romances policiais - um dos personagens que mais gosto trata-se, ninguém mais, ninguém menos, do que do detetive Sherlock Holmes. Nesta postagem, falarei sobre um livro deste estilo que me foi indicado pela também blogueira @Kariread. Pelo que entendo, já há até filmes do livro e todo mundo já conhecia, mas eu até então não tinha ouvido falar. Os homens que não amavam mulheres é o primeiro livro da Trilogia Millenium. A obra em alguns pontos da contra-capa chega a ser comparada ao Nome da Rosa, do Umberto Eco. Não sei se chegaria a tanto, uma vez que se trata de um clássico dos romances policiais, mas diria que o livro de Stieg Larsson é, de fato, muito bom; e quem gosta do gênero definitivamente não irá se decepcionar com a história.

O homens que não amavam mulheres começa com o jornalista Michael Blomkvist, um dos sócios de uma revista econômica chamada Millenium, sendo condenado por difamar um poderoso homem de negócios (Hans-Erik Wennerstrom). Aproveitando-se da situação complicada do jornalista, Henrik Vanger, antigo presidente de uma grande coorporação da Suécia, chama-o para sua casa, que se situa em uma ilha, e lhe oferece ajuda caso Michael se comprometa a tentar solucionar um mistério: descobrir o que aconteceu com Harriet Vanger, que muito anos antes, no dia em que havia acontecido um acidente na ilha, simplesmente desaparecera.

A história, portanto, envolve o mistério do desaparecimento de Harriet, tendo aquele clima clássico insular, em que nosso detetive está sozinho em um local onde certamente um assassino está a espreita: quem da família Vanger ou dos moradores da ilha poderia ter participado do desaparecimento da menina?

O enredo é muito bem trabalhado, envolvendo diversas outras questões (como as de cobertura jornalística, negociações e etc..), assim como personagens interessantes. A outra personagem principal da história é Lisbeth Salander, uma mulher que trabalha para uma empresa de investigações. Prefiro, inclusive, não comentar muito sobre a participação dela na história, para evitar estragar algumas surpresas; mas posso afirmar que trata-se de uma personagem muito bem trabalhada e realmente fascinante, imagino que a maioria das pessoas irá gostar.

De uma maneira geral, considerei o livro muito bom, muito bom mesmo. Para quem gosta do gênero é um prato cheio. A narrativa também é bem fluida e realmente muito boa de ler, tirando um ou outro probleminha. Além disso, a obra também traz à discussão um problema que é muito grave na suécia, país de onde vem o autor, e também no mundo: a violência contra as mulheres. É uma obra que põe em evidência esta situação. Sem dúvida alguma, vale a leitura.

6 Comentários:

Lívia

Eu assisti o filme, gostei bastante, me surpreendeu na verdade, pois não esperava que fosse uma história tão boa =)

Leonardo Schabbach

Legal que gostou da história. Eu não vi o filme, nem sei se fizeram só do primeiro livro ou dos outros também. Mas lerei a trilogia antes de assistir qualquer coisa. Acho melhor assim, hehe.

E a história é realmente muito boa. Como eu falei, é um livro que, para quem curte romances policiais, vale a leitura.

CMachado

Não sei porque depois da minha pre adolescência, nunca mais li romance policial...
Em compensação li todos na época da Agatha Christie. Ela é show né?

Pois então, voltei aos policiais com essa serie. Como vc disse, aborda bem o tema, adorei tb a descrição do país e nas suas inúmeras páginas, tudo relevante.
Sem contar que adooro aquele lance do frio, neve (hehe) e suspense...
Excelente resenha!!!
Abç

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger