Quer meu livro de graça? Assine minha newsletter e venha conversar comigo!

Além disso, a newsletter é para ser algo mais pessoal, nela vocês podem responder e conversar diretamente comigo. E eu ainda pretendo enviar uma série de textos exclusivos por lá, sendo alguns mais pessoais, alguns capítulos antecipados de livros que serão lançados, assim como alguns e-books gratuitos.

Leia Mais

7

Por que ler?

em 9 de mai de 2011.

Como falar sobre sobre um dos maiores instrumentos da raça humana? Como descrever esse processo de informação e de imersão tão agradável e, ao mesmo tempo, tão pouco valorizado pela nossa sociedade? A leitura - como todos deveriam saber - é fundamental. É triste, inclusive, ver tantos programas e propagandas na televisão (e em outros meios) valorizarem muitos outros aspectos da vida, alguns nem assim tão nobres, enquanto deixam de lado justamente a "questão do ler".

Para se entregar aos livros, aos textos e às poesias, naturalmente, existem muitas razões - e os motivos que nos levam à leitura são tão misteriosos quanto os que nos impelem à escrita e à criação. Pode ser que precisemos ler por obrigação, afinal, queremos passar naquele concurso, não é mesmo? É preciso ler, é preciso estudar, é preciso se informar para crescer pessoal e profissionalmente - disso todos sabem, embora muitos prefiram ignorar. Mas por que não ler somente para conhecer o mundo, para saber mais sobre cada coisa, cada lugar, cada pessoa? Por que não ler somente para matar a curiosidade? É justamente o ato de interagir com o mundo através dos textos, de absorver o conhecimento cunhado por outros, que permite que a humanidade cresça. É pela leitura que homem se forma, pois ler é também manter contato, com aquilo que foi lido e com aquele que escreveu.

E nos arremete então a magia dos livros de literatura, das grandes obras e dos grandes personagens. Como é bom viajar, conhecer lugares novos, quer eles façam parte de nosso "mundo real" ou não. A leitura é um processo catártico, nos permite vivenciar emoções novas e nos faz lidar melhor com aquelas que nós temos, com aqueles problemas intrínsecos ao nosso ser. Quem nunca se identificou com um personagem? Quem nunca leu um texto literário que lhe trouxesse crescimento pessoal, que lhe fizesse encarar o mundo sobre uma nova perspectiva? A leitura nos toca, faz-nos refletir e ponderar. Outras vezes, pode até não ser assim tão radical, mas ainda assim nos serve como um momento de paz, de tranqüilidade, aqueles segundos em que estamos somente nós e os personagens, na intimidade de nossas casas, dialogando.

A leitura, por fim, é mudança; e talvez seja justamente por isso que seja tão pouco valorizada. Muitos temem aquilo que é novo, paralisam diante de novas experiências. E nesse mundo em que é preferível que as pessoas não se rebelem, não ponderem sobre a terrível situação social e econômica a que a maioria está submetida, é "melhor mesmo" que a "questão do ler" seja colocada de lado. Não há motivo para alimentarem a reflexão.

A leitura é um caminho. Ou melhor, a leitura é o caminho. E não deixem que outros os convençam do contrário.

_______________________________________________

Essa postagem foi inspirada numa proposta lançada pelo Alexandre do Livros e Afins, cujo objetivo era de os blogueiros falarem sobre "Por que gostam de ler". Estou bem atrasado na postagem, fiz algo um pouquinho diferente, mas resolvi fazer, depois de ter descoberto a proposta do Alexandre ao ler a postagem da @AnakinT em seu blog (leia o texto aqui).

7 Comentários:

marcos nunes

Essa é fácil, é só parodiar o dito popular e dizer assim: "Leio porque está escrito, se fosse líquido eu bebia"

Isie Fernandes

Ótimo texto, Leo. Eu também vi a proposta do Alexandre, através da @AnakinT, se não me engano, numa pesca do papo de vocês no Twitter, mas terminei me esquecendo...

Penso bastante nisso. Leio porque gosto, sinto-me em outros lugares, provando novas experiências e aprendendo com os personagens e suas "vidas". Às vezes, obrigo-me à leitura também, até mesmo do que não é acadêmico (que já lemos meio que por obrigação), pois nem tudo nos agrada. Mas, no geral, dou preferência ao que me contenta e sigo bem com meus livros. Pra mim, importa mesmo é alimentar o prazer da leitura e treinar a mente a raciocinar, a sair da alienação a que somos constantemente submetidos.

Paul Law

A reflexão proposta pelo seu texto é muito atual, Leonardo. Em muito concordo. Acho que podemos mudar essa realidade e tenho consciência de que isso se dará de forma lenta (se acontecer).

Mas estamos aqui para tentar.

Um abraço.

Fábio C. Martins

Realmente, a leitura pode te levar a lugares nunca antes visitados, proporcionando emoções e sentidos que, talvez, em uma vida inteira você não sentiria. Pena que são poucos que buscam essa forma de vivência, preferindo outros tipos de linguagem. Mas tenho fé de que isso possa mudar.

Abraços

Anônimo

Tudo bem, claro que concordo que a leitura é necessária, mas vale lembrar daquela frase de Socrates: "Os livros dão sempre a mesmas respostas".

Hugop

sonhosentrepontinhos

Adorei o blog, é lindo! *-*
Vou favoritar para acompanhar! :D
Beijos, Mila ♥

@Camilla_Leitte
http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

Postar um comentário

Participe você também. Sinta-se convidado a postar as suas opiniões. Com a sua ajuda, o blog se tornará ainda melhor!

 
Copyright© 2010 Na Ponta dos Lápis
Apoio: Literatura Fantástica
Tema original "Solitude" Modificado por Mundo Blogger